Mano Menezes ganha dor de cabeça inesperada na reta final de temporada do Palmeiras

Mano Menezes ganha 'dor de cabeça inesperada' na reta final de temporada do Palmeiras

Dificuldades ofensivas do Verdão nas últimas rodadas passa, pelo desempenho oscilante dos meias, que não conseguem se firmar no time titular

NBB: FLAMENGO X BRASÍLIA
NBB: FLAMENGO X BRASÍLIA
ao vivo
CAMPEONATO ALEMÃO: BORUSSIA DORTMUND X COLÔNIA
CAMPEONATO ALEMÃO: BORUSSIA DORTMUND X COLÔNIA
ao vivo
CONMEBOL LIBERTADORES: PROGRESO (URU) X BARCELONA (EQU)
CONMEBOL LIBERTADORES: PROGRESO (URU) X BARCELONA (EQU)
ao vivo
CONMEBOL LIBERTADORES: SAN JOSÉ (BOL) X GUARANÍ (PAR)
CONMEBOL LIBERTADORES: SAN JOSÉ (BOL) X GUARANÍ (PAR)
ao vivo
BAIXE O APLICATIVO
Gazeta Press

Depois de uma sequência de cinco vitórias no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras voltou a mostrar instabilidade e ficou no empate com o Corinthians, no último sábado. Grande parte dessa irregularidade da equipe passa pelo desempenho oscilante dos meias, que não conseguem se firmar no time titular.

Contra o Corinthians, o escolhido para comandar a armação do Alviverde foi Gustavo Scarpa. Além de ter um desempenho discreto com a bola rolando, o meia ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti na segunda etapa, parando em defesa de Walter.

A fase negativa de Scarpa pode fazer Mano Menezes repensar o meia titular para a próxima rodada. Lucas Lima, apesar de ainda não ter encontrado protagonismo no clube, teve bom desempenho na última vez quando foi acionado, contra o Vasco.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Na ocasião, o treinador do Verdão optou por poupar uma série de jogadores titulares e, portanto, o camisa 20 iniciou o jogo em São Januário como titular. O meia marcou o gol que abriu o placar da partida que terminou com a vitória do Palmeiras por 2 a 1.

Após o jogo contra o Corinthians, Mano comentou sobre a instabilidade dos jogadores que atuam pela faixa central do campo. O treinador também explicou como acredita ser o posicionamento ideal dos atletas da linha de frente.

“É uma posição que temos oscilações ainda. Eu sempre procuro montar uma equipe com uma ideia de dois atacantes mais atacantes, e um deles mais de beirada para se juntar ao homem de meio. O Zé Rafael entrou hoje, já fez bons jogos. O Willian entra, mas aí seriam três atacantes, você perde a capacidade de armar mais. Temos que ir ajustando isso, acho que melhorou na construção, mas precisa ser mais qualificada. Mas aí não vale só para o meio, mas sim para a equipe inteira. Vamos tentando dar maturidade para eles entenderem as escolhas. Quando vir buscar a bola no pé, quando atacar espaço”, afirmou Mano.

Raphael Veiga, que poderia ser outra opção para atuar como meia armador do Palmeiras, não tem recebido muitas oportunidades com Mano. O jogador ainda não foi titular sob o comando do treinador, tendo apenas entrado cinco vezes na segunda etapa.

Apesar de não viver grande fase no Verdão, Gustavo Scarpa ainda é o artilheiro do clube na temporada. O jogador balançou as redes 13 vezes em 45 jogos, estando à frente de Dudu, com dez gols, e Bruno Henrique, com nove.

Com o empate do último sábado, o Palmeiras manteve-se na segunda colocação, com 67 pontos, dez a menos do que o líder Flamengo. Na próxima rodada, o Verdão terá pela frente o Bahia, no domingo, às 16h, na Fonte Nova.

Leia também!

Gabigol manda recado a Zico após quebra de recorde histórico

Kaká aponta melhor jogador do Brasil na atualidade: "Surpresa agradável"

Taison manda recado na rede social após ser vítima de racismo na Ucrânia

(Crédito da imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade