Filipe Luís diz o que o Flamengo precisa fazer na final da Libertadores

Em lançamento de nova camisa do clube, lateral não esconde 'ansiedade' para a final da competição sul-americana

FOX Sports

Depois de anos na Europa, Filipe Luís retornou ao Brasil e vive, como ele mesmo define, "um momento especial" com a camisa do Flamengo. O Rubro-Negro lidera o Campeonato Brasileiro e está na final da Conmebol Libertadores, onde encara o River Plate, com transmissão do FOX Sports, no dia 23 de novembro.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Não viu? Ex-Inter aponta Everton Ribeiro 'o melhor do Brasil' hoje. Confira no vídeo acima.

Durante o lançamento da nova camisa do clube em evento na Barra da Tijuca, nesta sexta-feira (8 de novembro), o lateral-esquerdo reforçou a importância do título da competição sul-americana para os rubro-negros.

"Você estando no Flamengo, o que representa a Libertadores... É uma coisa impensável está disputando esse título aqui, é uma coisa imensa. Estamos com essa oportunidade e a única coisa que queremos é vencê-la, para escrever nosso nome na história do clube", começou Filipe.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

O veterano, de 34 anos, destacou a experiência de alguns nomes do elenco comandado por Jorge Jesus e disse no que o Flamengo precisa focar na decisão para se sair bem contra o rival argentino.

"Obviamente que os jogadores mais experientes, já temos certa idade e muitos jogos no currículo. Já passamos por diversas situações. A única coisa que temos que pensar nesse jogo é jogar. Botar nosso futebol em prática. Esquecer se eles forem mais agressivos, o que eu não acredito, temos que esquecer tudo, botar a bola no chão e jogar, colocar nossa qualidade no campo, porque temos muita", afirmou o lateral.

Filipe Luís admitiu certa ansiedade para o duelo em Lima, mas foca no Campeonato Brasileiro em busca de outro tão sonhado título, que não vem desde 2009, mas sem esquecer a Liberta...

"Todo jogo que a gente joga agora é com essa pressão para ser campeão, e acaba preparando a gente para a final da Libertadores, porque cada jogo no Brasileiro é como se fosse uma final. Temos que ganhar. Essa ansiedade existe, mas temos que superar para render em campo, jogar soltos, e isso está sendo de muita experiência, está sendo válido para chegar nessa final mais preparados", finalizou sem esquecer o desejado título da América.

Leia também!

Renato Gaúcho volta a provocar o Flamengo: “E se não ganhar?”

Brasileiro lembra da relação com Jesus na Europa: “Gritava como um maluco”

Der Klassier: cinco jogos decisivos entre Bayer e Borussia nos últimos anos; veja

(Crédito da imagem: Alexandre Vidal/Flamengo) 

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade