Lincoln diz que jogadores do Botafogo entraram agressivos contra o Flamengo: 'Isso não é futebol'

Autor do gol da vitória no clássico desta última quinta (7), o atacante concedeu entrevista exclusiva ao FOX Sports Rádio desta sexta (8)

FOX Sports

Nesta última quinta-feira (7 de novembro) o Flamengo venceu o Botafogo por 1 a 0 no Nilton Santos, no clássico válido pela 31ª rodada do Brasileirão, e voltou a ficar oito pontos à frente do Palmeiras na liderança da competição. Autor do gol da vitória, o atacante Lincoln concedeu entrevista exclusiva ao FOX Sports Rádio desta sexta (8) e comentou sobre a partida.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Antes mesmo do apito inicial, o clima era de apreensão, principalmente entre as torcidas das duas equipes, que se envolveram em confusões, não só próximo ao Nilton Santos, mas também em outras regiões do Rio de Janeiro. Dentro de campo, o jogo também foi bastante pegado, e teve, por exemplo, Luiz Fernando expulso pelo lado alvinegro.

Questionado sobre esse detalhe do clássico, Lincoln afirmou que, na sua visão, os jogadores do Botafogo entraram com uma certa agressividade em campo.

"Acho que os jogadores do Botafogo entraram de uma forma um pouco agressiva, acho que isso não é futebol, mas não tenho muito o que comentar. Importante que saímos com os três pontos. Por mais que o jogo tenha sido muito duro, no segundo tempo colocamos a bola no chão e criar grandes oportunidades", afirmou.

Sobre a sua entrada, já no fim do segundo tempo, Linclon revelou que ouviu uma recomendação do técnico Jorge Jesus que acabou ajudando a marcar o gol da vitória e a consagrá-lo mais uma vez com uma bola na rede pelo Rubro-Negro.

"Ele (Jesus) me chamou, falou para eu ficar dentro da área, que estávamos cruzando muitas bolas e não tinha ninguém para fazer o gol. Pediu para eu ficar na área porque a bola iria passar ali. Parece que o Jesus vê as coisas lá na frente. Fico feliz por ele ter enxergado isso”, prosseguiu, justificando ainda a sua comemoração no gol, fazendo um gesto de choro.

"Não estava em mente (a comemoração), mas foi uma coisa que na hora deu vontade fazer, acabei fazendo. De uma forma saudável é sempre bom", completou.

Leia também!

Sampaoli pede Valdivia como primeiro reforço no Santos para 2020

Ex-Flamengo faz revelação importante sobre Gallardo antes da final

PSG: Leonardo ‘rebate’ declaração polêmica de Zidane sobre Mbappé

(Crédito da imagem: Alexandre Vidal / C.R. Flamengo)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade