Titular do Corinthians confirma renovação próxima por mais duas temporadas com o clube

Titular do Corinthians confirma renovação próxima por mais duas temporadas com o clube

Após quase deixar o clube em uma negociação frustrada com o Al-Hilal, da Arábia Saudita, volante Gabriel revelou que deve estender vínculo com o Alvinegro

Gazeta Press

Em entrevista coletiva concedida na tarde desta sexta-feira, Gabriel afirmou que sua renovação com o Corinthians está bem encaminhada. O volante esteve muito próximo de deixar o clube no início de setembro, mas a negociação com o Al-Hilal, da Arábia Saudita, acabou não se concretizando.

Passada a frustração, Gabriel afirma estar focado em seguir no Corinthians: “Tá caminhando, pelo amor de Deus. Estou há três anos no Corinthians, tenho contrato até o fim de 2020 e a renovação está por acontecer, vou renovar por mais anos, quero ficar, ganhar mais títulos aqui, deixar meu nome na história”.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

O volante do Timão comentou também sobre o impacto da negociação com os árabes em sua carreira: “Serviu de exemplo, foi a primeira vez que aconteceu, mas tenho na cabeça que o melhor vai acontecer. Fiquei muito feliz de ter ficado, não queria ter viajado para lá e acontecido tudo o que aconteceu, já foi, faz parte do passado.

“Não sei se me atrapalhou em campo, pode ser que sim, aspecto mental, foi muita coisa que aconteceu, mas águas passadas. Fiquei feliz de ter ficado, realizado, tenho certeza que minha história no Corinthians não tinha chegado ao final. Deus deu essa oportunidade de ter sequência, amanhã tenho o clássico, fico feliz de viver tudo isso novamente”, completou Gabriel.

Focado no Corinthians, Gabriel tenta recuperar seu espaço no time titular após a saída de Fábio Carille. O camisa 5 foi titular na vitória contra o Fortaleza na última quarta-feira e agora visa se firmar no clássico contra o Palmeiras.

Leia também!

Renato Gaúcho volta a provocar o Flamengo: “E se não ganhar?”

Brasileiro lembra da relação com Jesus na Europa: “Gritava como um maluco”

Der Klassier: cinco jogos decisivos entre Bayer e Borussia nos últimos anos; veja

(Crédito da imagem: Marco Galvão/Foto Arena)

 

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade