Em crise financeira, Cruzeiro é obrigado a desembolsar valor milionário por atleta

Em crise financeira, Cruzeiro é obrigado a desembolsar valor milionário por atleta

De acordo com o site Superesportes, o clube celeste, por conta de contrato assinado na chegada do jogador, terá que pagar R$ 1,3 milhão para manter o lateral

FOX Sports

O Cruzeiro vive um momento delicado na temporada. Lutando contra o rebaixamento para a Série B – que seria inédito em sua história – e vivendo grave crise financeira, o clube mineiro tem outra situação para resolver. Isso porque a Raposa, obrigatoriamente, terá de desembolsar R$ 1,3 milhão à Sampdoria pelo lateral Dodô. A informação foi confirmada pelo site Superesportes.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Ainda de acordo com o portal, o Cruzeiro precisará diluir as luvas do atleta, que giram em torno dos R$ 10 milhões referentes às luvas, a partir de janeiro de 2020 e com prazo de quatro anos ao longo do novo contrato.

No documento, a equipe celeste aceitou comprar 90% dos direitos econômicos de Dodô caso o atleta completasse três jogos ou o clube conquistasse 15 pontos. A obrigatoriedade passou a valer quando o lateral completou as partidas. O presidente Wagner Pires de Sá assinou o acordo no ato da contratação do jogador em janeiro de 2019.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

Na maior parte da temporada, Dodô foi reserva de Egídio. Ao longo do ano, entrou em campo em 24 oportunidades e marcou apenas um gol, na goleada por 4 a 0 sobre o Huracán, no Mineirão, pela Conmebol Libertadores.

Leia também!

‘Lei de Guardiola’ coloca até o Grêmio na briga pelo título do BR-19

Real Madrid pode ‘quebrar’ o mercardo por sucessor de C. Ronaldo

Neymar é advertido, mas escapa de suspensão por agressão a torcedor

Crédito da foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade