Rivalidade entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique cresceu durante a decada de 90; entenda

Rivalidade entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique cresceu durante a década de 90; entenda

Ambas as equipes se encontrarão neste sábado (9), na Allianz Arena. O FOX Sports transmite o jogo ao vivo e com exclusividade, a partir das 13h30

FOX Sports

Nos últimos anos, é inegável que Bayern de Munique e Borussia Dortmund estão com os holofotes em cima de si pelas disputas acirradas. E, neste sábado (9 de novembro), o Der Klassiker será disputado pla 11° rodada da Bundesliga, com transmissão ao vivo e exclusiva do FOX Sports, a partir de 13h30. Historicamente, a partida entre as duas equipes não possui tanta tradição, mas, desde o início dos anos 90, a rivalidade esquentou por conta das disputas pela hegemonia no país.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Antes da criação da Bundesliga, o futebol alemão vivia uma fase de semiamadorismo, em que os campeonatos eram divididos por regiões. Durante esses anos, o Dortmund conseguiu três títulos, enquanto o Bayern conquistou somente um. Com a criação do campeonato unificado, a história se modificou. Nos primeiros anos, o Borussia ainda figurava entre os primeiros, mas caiu de nível com o decorrer dos anos, chegando a ser rebaixado na temporada 1971/72 e só retornando em 1976. Nesse período, os bávaros viveram o melhor momento de sua história, conquistando o tricampeonato europeu. Na temporada do rebaixamento aurinegro, inclusive, ocorreu a maior goleada do confronto: 11 a 1 para a equipe de Munique em sua casa.

Até esses tempos, o Bayern rivalizava com outras equipes por conta das disputas de título. Nos anos 70, o Mönchengladbach era seu maior oponente. Na década de 80, o Hamburgo passou a ser seu grande adversário. O cenário começou a se virar para Dortmund na disputa da Supercopa da Alemanha de 1989. O time bávaro havia conquistado seu 12° título nacional, enquanto os aurinegros haviam conquistado a Copa da Alemanha pela primeira vez em sua história. A equipe de Munique era favorita no confronto e saiu na frente. O Borussia ainda empatou, mas seus oponentes marcaram novamente logo de cara. Na segunda etapa, a partida chegou a um 3 a 3 e tudo caminhava para as penalidades. Foi aí que Andreas Möller marcou o quarto aos 43, deu o título ao Dortmund e iniciou uma nova era de clássicos entre as duas equipes.

Na década de 90, o Borussia conseguiu montar uma equipe que competiu de igual para igual com a equipe bávara. Na temporada 1991/92, os aurinegros ficaram em segundo lugar, desbancando os bávaros depois de anos. E, a partir da temporada 1994/95, quando o Borussia conquistou sua primeira Bundesliga, com o time que seria campeão europeu dois anos depois, ambas as equipes passaram a se revezar como grandes campeões da Alemanha. Entre as nove temporadas seguintes, somente em 1997/98, quando o Kaiserslautern acabou com a taça, foram cinco títulos do Bayern e três do Dortmund, sendo que cada uma dessas equipes conquistou uma Champions cada.

Alguns momentos dentro dessas oito temporadas foram marcantes para a rivalidade entre as duas equipes. Um desses foi a saída de Ottmar Hitzfeld, bicampeão alemão e campeão europeu com o Dortmund, para o Bayern. Dentro de campo, cenas de discussões e brigas foram vistas. No final da temporada 1996/97, Andreas Möller e Lothar Matthäus protagonizaram uma das cenas mais emblemáticas da história do duelo. O camisa 10 aurinegro estava reclamando de uma possível falta não marcada e o capitão do título mundial da Alemanha em 1990 debochou dele em sua frente fazendo o sinal de lágrimas, por conta da fama de simular do jogador do Borussia. Möller, então, "enxugou" as lágrimas na face de Matthäus, respondendo a provocação.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

Depois do título da temporada 2001/02 do Borussia, o clube deixou de ter o protagonismo dos anos anteriores e chegou a quase declarar falência em 2005. O Bayern, porém, ajudou financeiramente a equipe com um empréstimo de 2 milhões de euros para que os salários fossem pagos e a situação se amenizou. Isso também fez com que o clube aurinegro vendesse os Naming Rights de seu estádio e ele passasse a se chamar, oficialmente, Signal Iduna Park. Mesmo assim, o clube chegou a quase voltar para a segunda divisão e demorou mais alguns anos para ter protagonismo.

Os dias de glória voltaram com a chegada de Jürgen Klopp em 2008, com uma reformulação na equipe e uma nova filosofia no clube, apostando em jogadores da base e em contratações certeiras em mercados mais baratos. Isso rendeu ao clube dois títulos seguidos da Bundesliga (2010/11 e 2011/12), um título da Copa da Alemanha (2011/12) e uma final de Champions League. Nesses anos, a rivalidade voltou a esquentar. Em 2012, o Dortmund conseguiu vencer o Bayern em todos os duelos e ainda fez dos rivais vice-campeões nos dois torneios. Na temporada seguinte, porém, os bávaros deram o troco e conquistaram o título europeu em cima do Borussia. Nos anos seguintes, todos os títulos da liga foram para a Baviera, com os aurinegros conseguindo somente um título da Copa, em 2017, quando eliminaram os rivais na semifinal.

Leia também!

‘Lei de Guardiola’ coloca até o Grêmio na briga pelo título do BR-19

Real Madrid pode ‘quebrar’ o mercardo por sucessor de C. Ronaldo

Neymar é advertido, mas escapa de suspensão por agressão a torcedor

Crédito: Divulgação/Facebook Borussia Dortmund

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade