Exclusivo: Legado Olímpico da Rio 2016 é afetado por montagem e desmontagem do Rock In Rio

Reportagem do FOXSports.com.br esteve no Parque Olímpico e também falou com os responsáveis e pessoas ligadas ao esporte; entre os locais mais afetados no complexo esportivo, estão as quadras de tênis

WWE MONDAY NIGHT RAW
WWE MONDAY NIGHT RAW
ao vivo
PRÊMIO BRASILEIRÃO 2019
PRÊMIO BRASILEIRÃO 2019
ao vivo
SUPERLIGA ARGENTINA: RIVER PLATE X SAN LORENZO
SUPERLIGA ARGENTINA: RIVER PLATE X SAN LORENZO
ao vivo
SUPERLIGA ARGENTINA: ROSARIO CENTRAL X BOCA JUNIORS
SUPERLIGA ARGENTINA: ROSARIO CENTRAL X BOCA JUNIORS
ao vivo
CAMPEONATO ALEMÃO: UNION BERLIN X COLÔNIA
CAMPEONATO ALEMÃO: UNION BERLIN X COLÔNIA
ao vivo
SUPERLIGA ARGENTINA: LANÚS X RACING
SUPERLIGA ARGENTINA: LANÚS X RACING
ao vivo
HIPISMO: 8ª ETAPA LONGINES XTC
HIPISMO: 8ª ETAPA LONGINES XTC
ao vivo
CAMPEONATO ALEMÃO: BAYER LEVERKUSEN X SCHALKE
CAMPEONATO ALEMÃO: BAYER LEVERKUSEN X SCHALKE
ao vivo
BAIXE O APLICATIVO
Artur Rocha

Um vídeo denúncia viralizou na internet nos últimos dias, mostrando o descaso com o legado do Parque Olímpico, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. A reportagem do FOXSports.com.br foi até o local e constatou o uso de áreas e o abandono do patrimônio pós-Jogos Olímpicos. Algumas quadras de tênis do complexo esportivo, por exemplo, viraram área de carga e descarga durante o Rock In Rio, mega-evento que teve fim no último domingo (6 de outubro). No local circulam carros e caminhões pesados, que agora auxiliam na desmontagem das estruturas.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Realizado entre os dias 27, 28 e 29 de setembro e 3,4,5 e 6 de outubro, o Rock In Rio pela segunda vez utilizou o Parque Olímpico como sede. Praticamente toda a área do complexo foi ocupada pelo evento, que chegou, inclusive, a utilizar o Velódromo para algumas das suas atrações. E a área das quadras de tênis, por exemplo, deu lugar a parte do backstage do Palco Sunset – um dos dez montados para o festival.

No local, também foi possível ver um grande rescaldo de obras, com ferros, madeiras, entre outros materiais. O número de funcionários circulando no local também era elevado. Até o momento, nem o Palco Sunset, nem o Palco Mundo, os dois principais do Rock In Rio, não foram completamente desmontados. A reportagem do FOXSports.com.br ainda apurou que a previsão do fim da desmontagem do evento é para o próximo dia 16 de outubro, quarta-feira.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

Em contato com a Prefeitura do Rio, Governo do Estado e Legado Olímpico, a nossa reportagem foi informada que a responsabilidade do local é do Governo Federal. Enviamos um e-mail para a assessoria de esportes do Ministério de Educação, Cultura e Esporte e não obtivemos resposta, mas a assessoria do órgão adiantou que isso teria relação com a desmontagem da estrutura do Rock In Rio.

“Aconteceu da mesma forma em 2017. Tudo vai ser entregue como era antes. O Centro Olímpico de Tênis, assim como as Arenas Cariocas e o Velódromo, foram utilizadas pela organização durante o festival”, afirmaram.

Procuramos também a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) para ouvir deles o que achavam do descaso com o nosso legado esportivo. A resposta foi breve.

“A CBT não tem qualquer ingerência no Centro Olímpico de Tênis, portanto não tem alçada para responder sobre tal denúncia”.

Ídolo do tênis brasileiro e defensor do desenvolvimento do esporte, o tenista Fernando Meligeni, quarto lugar nos Jogos Olímpicos de Atlanta 1996 e ouro nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo em 2003, falou sobre o descaso com o Parque Olímpico.

“Não é nenhuma surpresa, pelo lado triste. Sempre fui um cara bastante combativo, combati bastante a história do legado, do Pré e Pós-olimpíada”, começou falando o ex-tenista.

“O ponto é: para mim, tudo que vai se fazer agora é paliativo. Quando se pensa no país como esporte, pensa em planejamento. Quando a gente faz Pan-Americano, Copa do Mundo, Copa das Confederações, Olimpíadas e gasta bilhões, está imaginando um projeto de como queremos que nosso esporte seja. Botamos uma oportunidade de fazer Olimpíadas no Brasil, mas não fizemos um planejamento do que fazer com o esporte. No tênis, a maioria das Arenas são mal utilizadas, subutilizadas, ou não servem de nada, vira estacionamento. Precisa estar preparado para o Pós, e o Brasil não se preparou. O tênis tem os mesmos problemas de antes. É inaceitável gastar bilhões e não mudar nada”, prosseguiu, criticando ainda a falta de nomes experientes do meio para ocuparem os principais cargos da Secretaria e Ministério do esporte.

“Para mim, não importa se temos Ministério ou Secretaria, não me importa o rótulo, me importa quem é, a intenção, o quanto ele entende e qual é a liberdade dele na plataforma que a gente tem. A gente tem uma pessoa totalmente esportiva no comando? Não tem. Quando a gente bota o George Hilton para ser o Ministro do Esporte, ele é um ótimo ministro, mas não é do meio. O Aldo Rebelo também. Para mim, um cara desse precisa estar no meio. Não precisa ser atleta, precisa ser do Esporte. A gente está perdendo outra vez. Claramente, o esporte não está sendo bem tratado”, completou.

Por fim, a nossa reportagem também entrou em contato com os responsáveis pela organização do Rock In Rio, que se responsabilizou em entregar o local em boas condições após o fim de todo o projeto de desmontagem. 

“Desde que o Rock in Rio passou a ser realizado no Parque Olímpico em 2017, a organização investe neste grande legado olímpico e faz todos os esforços para manter em boas condições toda a infraestrutura do espaço, mesmo em circunstâncias em que a responsabilidade não é do evento. Toda e qualquer demanda por parte da organização de utilização do espaço é acordada e aprovada pelo gestor do local. O Rock in Rio se responsabiliza em devolver em boas condições toda a área utilizada e entende que o espaço tem um grande potencial não somente para o festival, mas para toda a cidade do Rio de Janeiro”, declarou. 

O objetivo do FOXSports.com.br foi checar as informações de cidadãos brasileiros indignados com a forma como são preservadas as estruturas construídas para a disputa dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que após o evento, serve como legado para a população.

Leia também!

Roberto Carlos revela a decisão que 'derrubou' Luxemburgo no Real Madrid

Flamengo pode ficar perto de marca que garantiu título quatro vezes nos pontos corridos

Guardiola aponta jogador que não pode sair do City nem por proposta milionária

(Crédito da imagem: FOX Sports)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade