Federação Catarinense emite nota de repúdio contra o VAR: Duas fortes agressões no último domingo

Federação Catarinense emite nota de repúdio contra o VAR: "Duas fortes agressões no último domingo"

Federação Catarinense de Futebol emitiu a nota criticar o uso do árbitro de vídeo contra a Chapecoense e o Avaí no último domingo pelo Campeonato Brasileiro

Gazeta Press

A Federação Catarinense de Futebol (FCF) emitiu uma nota de repúdio sobre o uso do VAR, contra Chapecoense e Avaí, na última rodada do Campeonato Brasileiro.

Segundo a publicação, “o futebol catarinense sofreu duas fortes agressões no último domingo, quando decisões equivocadas na análise da tecnologia aplicada na arbitragem (VAR) prejudicaram de forma grosseira seus dois representantes na Série A do Campeonato Brasileiro, Associação Chapecoense de Futebol e Avaí Futebol Clube”.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

A polêmica gira em torno de dois lances que foram determinantes para as derrotas das duas equipes de Santa Catarina do torneio no último domingo.

Pela manhã, a Chape recebeu o Flamengo, na Arena Condá e perdeu por 1 a 0. No lance do gol de Bruno Henrique, que resultou no triunfo carioca, os catarinenses reclamaram de impedimento do atacante, porém, o tento foi validado depois de revisão do árbitro do vídeo.

Já à noite, o Avaí foi para Maceió enfrentar o CSA e foi também derrotado, por 3 a 1. Quando o duelo estava empatado por 1 a 1, o árbitro Anderson Daronco marcou uma penalidade, inexistente segundo a instituição, para o time alagoano, com auxílio do VAR.

Confira a nota de repúdio completa que a FCF emitiu sobre o uso do VAR na última rodada da Série A:
O futebol catarinense sofreu duas fortes agressões no último domingo quando decisões equivocadas na análise da tecnologia aplicada na arbitragem (VAR), prejudicaram de forma grosseira seus dois representantes na Série A do Campeonato Brasileiro, Associação Chapecoense de Futebol e Avaí Futebol Clube

Defensora do uso da referida tecnologia, que surgiu para auxiliar a arbitragem e transformar o jogo mais justo e dentro das regras, a FCF não pactua com o seu uso para servir de pressão e escudo à fuga de responsabilidade das autoridades de dentro do campo. Se a regra do jogo permite interpretação, é injusto e absurdo que a decisão final esteja alocada a quem está longe do clima da partida imaginando ações e decidindo por pseudos movimentos, nem sempre concretizados em infrações.

Assim, a Federação Catarinense de Futebol abraça as inconformidades manifestadas por seus filiados, repudia a forma como foram causados os imensuráveis prejuízos ao futebol catarinense e apela no sentido de que o uso da tecnologia e a arbitragem, sejam ferramentas para estabelecer a justiça em todos os jogos.

Saiba mais!

PVC: Flamengo de Jorge Jesus bate recorde no Brasileirão ao vencer a Chapecoense

Técnico do PSG diz o fator que mudou com Neymar nos últimos jogos

Diego Costa revela sonho em declaração que deixará a torcida do Flamengo eufórica

(Crédito da imagem: Alexandre Vidal/Flamengo)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade