Barcelona ainda deve RS 418 mi ao Liverpool por Coutinho e acumula dividas por outros jogadores

Barcelona ainda deve R$ 418 mi ao Liverpool por Coutinho e acumula dívidas por outros jogadores

De acordo com o Mundo Deportivo, clube catalão terá que desembolar R$ 124,1 mi para já aos ingleses, que já fazem pressão pelo pagamento

FOX Sports

Contratado pelo Barcelona em janeiro do ano passado por 160 milhões de euros (R$ 711 milhões, na cotação atual), Philippe Coutinho ainda rendeu ao Liverpool o montante total da transação. De acordo com publicação do diário espanhol Mundo Deportivo, o Barça ainda deve cerca de 94 milhões de euros (R$ 418,2 milhões) aos ingleses e que foram recentemente cobrados.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

27,9 milhões de euros (R$ 124,1 milhões) desse montante deverão ser pagos a curto prazo, uma vez o Liverpool acionou a instituição financeira da qual os catalães fazem o uso dos seus servições para terem o valor na sua conta o quanto antes.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club

O brasileiro, entretanto, não é o único jogador que ainda é motivo de dívida para o clube catalão. De acordo com o mesmo veículo, Arturo Vidal, Malcolm, Arthur, Wagué, Emerson, Arnaiz e Neto também ainda não tiveram as suas compras inteiramente efetuadas, totalizando a cifra de 260,7 milhões (R$ 1,15 bilhão) se somadas às contas que o Barça ainda deve por Coutinho.

A esperança do clube espanhol são os jogadores emprestados à outras equipes e que devem ser contratados em definitivo ao fim da temporada. São eles: Yerry Mina, Lucas Digne, André Gomes (todos do Eventon-ING) e ainda Paco Alcácer, do Borussia Dortmund, e Cillessen, do Valencia.

Saiba mais!

PVC: Flamengo de Jorge Jesus bate recorde no Brasileirão ao vencer a Chapecoense

Técnico do PSG diz o fator que mudou com Neymar nos últimos jogos

Diego Costa revela sonho em declaração que deixará a torcida do Flamengo eufórica

(Crédito da imagem: EFE)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade