Oswaldo abre o jogo diz por que tirou Ganso e detona decisao do Flu com o meia Premiacao a ele

Oswaldo abre o jogo, diz por que tirou Ganso e detona decisão do Flu com o meia: "Premiação a ele"

Treinador falou sobre sua saída do clube carioca pela primeira vez e abriu o jogo sobre a briga com o camisa 10 tricolor

FOX Sports

Oswaldo de Oliveira foi demitido do comando técnico do Fluminense na última sexta-feira (27 de setembro) depois de empatar e 1 a 1 com o Santos no Maracanã. Durante a partida, o treinador discutiu com o meia Paulo Henrique Ganso na beira do campo depois de substituí-lo. Em entrevista ao Sportv, o técnico explicou o que motivou a briga entre os dois.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

“O jogador não me ofendeu porque eu tirei ele do jogo, eu tirei ele do jogo porque ele me ofendeu. Aí eu tenho que entrar na parte tática. Quando nós pressionávamos o time do Santos e eles sentiam que não dava para sair jogando, o goleiro fazia uma diagonal, ou no Soteldo, ou no Marinho. O gol deles saiu em uma jogada assim. E o que tínhamos treinado, enfatizei na preleção e retomei no intervalo, era que não adiantava pressionar o goleiro, tínhamos que obrigar a quebrar essa bola longa e os quatro que saíam na pressão deveriam recuperar rápido para ganharmos a segunda bola. Só que nessa alternativa, isso não aconteceu. Eu gritei para ele ‘volta, volta, volta’ e ele me ofendeu. E eu falei ‘não dá para ele continuar no jogo depois do que ele disse para mim’ “, disse o comandante.

Na partida seguinte à sua saída, Ganso foi escolhido para ser o capitão da equipe no lugar de Digão, suspenso por ter sido expulso na partida contra o time santista. O treinador criticou a decisão, dizendo não a entender e a classificando como uma punição maior a ele.

“Agora que estou fora, não sei o que se passa mais. Mas para mim, é inexplicável. Os acontecimentos poderiam ser contornados e resolvidos ao longo de um algum tempo, mas de imediato para mim, soa muito mal. Não tenho como dizer que compreendo uma situação dessas. Nesse caso, a condução da situação teria que ter tido outro enredo, outra forma de se resolver”, afirmou.

“Agora que estou fora, não sei o que se passa mais. Mas para mim, é inexplicável. Os acontecimentos poderiam ser contornados e resolvidos ao longo de um algum tempo, mas de imediato para mim, soa muito mal. Não tenho como dizer que compreendo uma situação dessas. Nesse caso, a condução da situação teria que ter tido outro enredo, outra forma de se resolver”, completou.

Carlos Alberto toma uma guilhotina em aula de MMA com equipe do FOX Fight Club, veja

Leia também!

Jornal espanhol chama Vini Jr. de 'fogos de artifício'

Candidato à presidência do Boca promete F. Melo, Guerrero, Kannemann e Felipão

Messi abre o jogo e diz o que tem atrapalhado o Barça neste início de temporada

Crédito da foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade