Carille abre o jogo e revela motivo para barrar Vital após polêmica em Itaquera

Carille abre o jogo e revela motivo para 'barrar' Vital após polêmica em Itaquera

Treinador foi questionado sobre a saída do meia do time titular desde a derrota no primeiro embate frente ao Independiente del Valle

Gazeta Press

O discurso de Fábio Carille na noite de quarta-feira (25), logo após o empate com o Independiente Del Valle que culminou na eliminação do Corinthians na Copa Sul-Americana, foi bem diferente daquele concedido pelo técnico na semana passada, quando os equatorianos surpreenderam os paulistas dentro da Arena com uma vitória contundente por 2 a 0.

Em Itaquera, Carille afirmou que seus comandados pecaram pela falta experiência e citou Pedrinho e Mateus Vital como jogadores que teriam sentido a marcação contra o Del Valle.

A repercussão foi bastante negativa, jogadores expuseram a discordância com o treinador, a principal torcida organizada do clube protestou no CT Joaquim Grava e talvez tudo isso tenha feito Fábio Carille refletir e mudar o discurso no Equador.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

“Muito orgulho desse grupo, dessa equipe, um ano que está sendo bastante difícil para nós, ano de remontagem, mas chegamos à semifinal e infelizmente não passamos”, comentou o técnico, em entrevista coletiva no Estádio Olímpico de Quito.

“Aprendizado. Temos de aprender todo dia, tenho um grupo bastante experiente, lutamos, infelizmente não passamos. É já virar a cabeça para o Vasco, primeiro jogo dos 18 decisivos que a gente tem no Brasileiro”, reiterou, projetando a sequência da temporada.

Fábio Carille também foi questionado sobre a saída de Mateus Vital do time titular desde a derrota no primeiro embate frente ao Independiente del Valle.

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

“Vital hoje briga por posição com Sornoza. Vital me dá o um contra um melhor, drible, o Sornoza me dá o passe, lançamento, bola parada muito boa. Cada um dentro das suas características”, explicou Carille, que também falou sobre suas opções por Ramiro e Boselli.

“Essa era a intenção, de ser uma equipe mais cascuda, experiente, a escolha do Ramiro também foi pensando em uma substituição, uma mudança tática, de armar uma situação de armar o Ramiro pela direita e o Pedrinho por dentro”.

(Crédito da imagem: Reuters)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade