O recado "ético e educado" de Tite para a torcida do Flamengo após convocações de Gabigol e R. Caio

Nesta sexta-feira (20), o técnico da Seleção Brasileira justificou o fato de ter chamado dois jogadores do Rubro-Negro

FOX Sports

Na manhã desta sexta-feira (20 de setembro) o técnico da Seleção Brasileira Tite anunciou a lista dos 23 convocados para os amistosos contra Nigéria e Senegal, nos dias 10 e 13 de outubro, respectivamente, em Singapura, na Ásia, e o Flamengo teve o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabriel Barbosa convocados. Com isso, a dupla desfalca o Rubro-Negro nas rodadas 24 e 25 do Brasileirão, contra Atlético-MG e Athletico-PR, respectivamente.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Durante a coletiva de imprensa, Tite justificou a convocação da dupla, que vem tendo papel importante na campanha do clube carioca na temporada, incluindo o próprio Brasileirão e a Conmebol Libertadores.

“Rodrigo Caio vem retomando um padrão altíssimo que teve na seleção brasileira... (Gabigol) Fez por si só. Não precisa ser muito, pode fechar os olhos e escutar: a campanha dele nesse ano todo o credenciou... 2016 para 2019 é extremamente desafiador. Estávamos vendo nas categorias de base o quanto o atleta vai crescendo, amadurecendo e se aperfeiçoando. O quanto isso é importante no aspecto maturidade. É o aspecto momento para o Gabriel agora”, disse o treinador.

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

CR7, Messi ou Van Dijk? PVC, Bolívia, Benja e companhia elegem o melhor do mundo

Em relação ao fato de ter chamado dois jogadores do clube carioca, Tite também explicou o seu critério. "Eu quero ser ético e educado. Tinha torcedor do Flamengo olhando para mim com o Gabigol jogando muito: "Pô, o Gabigol está jogando muito, e o Bruno, Rodrigo está de volta...". Daqui a pouco estou olhando o jogo lá de cima, e o torcedor olha para mim: "Gabriel, não! Gabriel, não!”, afirmou, falando também sobre o Grêmio, que teve Matheus Henrique e Everton Cebolinha convocados.

“É desafiador ter bom senso. Eu procuro na minha vida profissional olhar os diferentes lados das situações para que todos possam ganhar. Nesse momento está a Seleção, estão clubes e estão atletas. O presidente Landim nos conhece muito bem, conhece o trabalho e nos acompanha. E sabe o quanto que a gente tem de cuidado quanto isso. Conciliar todos os fatores nesse ganha-ganha não dá, é impossível. Eu vi manifestação do Gabriel Barbosa de quanto teria de orgulho estar na seleção brasileira. Agora é o período de preparação, agora vai chegar período de Eliminatórias, Copa do Mundo e Copa América. Para formar essa equipe final, tenho que oportunizar", completou.

Leia também!

Presidente do Grêmio volta a ‘cutucar’ o Flamengo antes da semi

Demissão de Zidane custará mais de R$ 300 mi ao Real Madrid

São Paulo pode receber ‘bolada’ se D. Souza atuar neste sábado

(Crédito da imagem: EFE) 

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade