Entrevista forte de Messi gera mal-estar na Espanha e Barcelona se manifesta

Entrevista forte de Messi gera mal-estar na Espanha e Barcelona se manifesta

Em declarações ao jornal Sport, craque argentino afirmou que quer projeto vencedor para permanecer no clube por mais tempo

EFE

O Barcelona afirmou nesta quinta-feira que não considera as declarações dadas pelo atacante Lionel Messi ao jornal catalão Sport como uma "queda de braço" com o clube.

"Não vemos, em absoluto, uma queda de braço de Messi com o clube por esta entrevista. A entrevista, em geral, é positiva. Ele expressa opiniões com argumentação e respeito", disse o porta-voz do Barcelona, Josep Vives, durante um evento com sócios e torcedores.

Na entrevista ao Sport, Messi diz que quer encerrar a carreira no Barcelona, mas mostra insatisfação com o momento atual do clube e pede um "projeto ganhador".

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

"Quero estar no Barcelona o máximo que eu puder, fazer aqui toda a minha carreira porque essa é minha casa. Mas também não quero ter um contrato longo e ficar aqui porque tenho um vínculo e sim porque quero estar bem fisicamente, jogar e ser importante, ver que há um projeto ganhador", afirmou o astro na entrevista.

Questionado sobre as declarações, o porta-voz do Barcelona descartou a hipótese do craque argentino estar insatisfeito com o clube.

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

CR7, Messi ou Van Dijk? PVC, Bolívia, Benja e companhia elegem o melhor do mundo

"As interpretações são livres, mas nos interessamos mais pela verdade do que pelas interpretações. É uma entrevista que normal. Não há nenhuma lacuna entre Messi e o clube. Ele faz avaliações interessantes", disse Vives.

Messi também afirmou na entrevista que não sabe dizer se o Barcelona fez o máximo possível para contar com Neymar nesta temporada. Perguntado sobre as declarações do atacante, Vives citou um outro trecho da conversa do argentino com o Sport.

"Ele também diz que o Paris Saint-Germain dificultou muito o acordo. A realidade é que o clube fez o possível, como explicou o presidente Josep Maria Bartomeu, e no fim não conseguimos", destacou o porta-voz.

Leia também!

Diretor confirma que ‘Operação Neymar’ continua viva no Barça

Maradona pede contratação de atacante que não atua há três anos

"Podia ter dado queixa na polícia": brasileiro revela zoação pelo 7 a 1

(Crédito da imagem: Agência EFE)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade