Cuca diz o que acha de declaração de Jesus sobre técnicos brasileiros serem "ultrapassados"

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (11), o técnico do São Paulo ainda afirmou que não se sente ultrapassado

FOX Sports

A imprensa francesa repercutiu uma declaração dada pelo técnico Jorge Jesus no ano passado, quando ainda estava no Al-Hilal, da Arábia Saudita, mas que, porém, só foi publicada nesta última terça-feira (10 de setembro), pela revista So Foot. Na entrevista, o português afirmou que os treinadores brasileiros seriam “ultrapassados”.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

A declaração dada por Jesus caiu como uma bomba na imprensa brasileira, gerando bastante repercussão. E a discussão chegou até os próprios técnicos brasileiros. Nesta quarta-feira (11), em entrevista coletiva pelo São Paulo, Cuca foi questionado sobre o que foi dito por Jesus e comentou.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

“As coisas têm que ser divididas. Seria muito fácil eu vir aqui e rebater o que ele falou. Essa entrevista foi na Arábia, no ano passado. Tem muita gente pensando que ele está no Brasil falando mal do técnico brasileiro. Ele estava no Al-Hilal falando para uma TV ou um jornal francês, que divulgou agora. Acho que essa pergunta que você me faz poderia ser feita para o Jorge Jesus, agora que ele tem um conhecimento maior do futebol brasileiro e dos treinadores, ainda que não tenha enfrentado todos. Ele vai poder dizer se teve alguma dificuldade com algum time ou se os treinadores estão ultrapassados”, disse, afirmando ainda que não se sente ultrapassado.

“Acho que ele é um cara que tem ética profissional, tem respeito, foi muito bem recebido no Brasil por todos nós. Teve um curso na CBF, o (Vagner) Mancini me dizia agora, e todos os 20 que estavam lá o receberam de forma maravilhosa. Acho muito raro que ele venha falar isso hoje. O sentimento dele hoje não seria esse. Tem muito a se evoluir, mas não me sinto de forma alguma ultrapassado. Sigo tudo que é jogo, tudo que é treinamento. Se comparar com os de fora, você não vê diferença. Hoje é tudo online, tudo integrado. O que muda são as estratégias. O Jorge Jesus tem, por mérito dele e por muito mérito do Flamengo, um baita time. Os 11 que jogam são nível de seleção. Foi montada uma estrutura maravilhosa dentro de um orçamento, e isso tem que se tirar o chapéu não só ao treinador, mas ao que o Flamengo fez. O campeonato é longo. Tem muita coisa para queimar”, completou.

Leia também!

Diretor confirma que Barcelona ainda quer Neymar

Imprensa espanhola ‘corneta’ estreia de V. Júnior na Seleção

Empresário de astro do Real Madrid é preso por corrupção

(Crédito da imagem: Maurício Rummens/ Fotoarena) 

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade