Ex Barcelona e condenado a prisao por porte ilegal de arma e pagara multa de RS 1 6 milhao

Ex-Barcelona é condenado à prisão por porte ilegal de arma e pagará multa de R$ 1,6 milhão

Arda Turan, no entanto, não terá de cumprir prisão efetiva, a menos que cometa outro delito nos próximos cinco anos

Gazeta Press

O turco Arda Turan, ex-Atlético de Madrid e Barcelona, foi condenado a dois anos e oito meses de prisão por porte ilegal de arma. O jogador, no entanto, não terá de cumprir prisão efetiva, a menos que cometa outro delito dentro do período de cinco anos.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

A sentença diz respeito a um caso ocorrido em outubro de 2018, quando Turan se envolveu em uma briga com o cantor turco Berkay Sahin em um bar em Istanbul. O jogador teria assediado a esposa do artista, provocando uma briga que acabou com Sahin tento o nariz quebrado. O casal então se encaminhou para o hospital, e após persegui-los, Arda Turan realizou um disparo com a sua arma ilegal, sem deixar feridos.

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

Dessa forma, o Ministério Público da Turquia acusou o jogador por vários crimes de lesão corporal e ameaça, além de posse ilegal de arma. À época, o órgão pedia entre três e 12 anos de prisão ao atleta.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

O Basaksehir, clube que Arda Turan defende atualmente, anunciou que vai multar o jogador em 370 mil euros (cerca de R$1,6 milhão), mas que o manterá no elenco normalmente.

Leia também!

Diretor confirma que Barcelona ainda quer Neymar

Imprensa espanhola ‘corneta’ estreia de V. Júnior na Seleção

Empresário de astro do Real Madrid é preso por corrupção

(Crédito da imagem: reprodução/ Instagram/ @ArdaTuran) 

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade