Eu não nasci para tomar duas pancadas seguidas como essas, diz Rogério Ceni após goleada

"Eu não nasci para tomar duas pancadas seguidas como essas", diz Rogério Ceni após goleada

Em coletiva após a derrota por 4 a 1 sofrida para o Grêmio em casa, o treinador do time celeste foi incisivo nas respostas

Gazeta Press

Rogério Ceni não mediu palavras e nem fugiu de perguntas cabeludas sobre o Cruzeiro na coletiva de imprensa após a goleada sofrida diante do Grêmio na manhã deste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Bastante incisivo na cobrança de mudança de postura da equipe, ele, em alguns momentos, colocou em xeque sua própria permanência no comando da equipe.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Fla ou Grêmio? PVC, Benja e companhia elegem quem tem o futebol mais bonito do país

“Se for para ficar no Cruzeiro, se for para continuar no Cruzeiro, eu preciso fazer alguma coisa de diferente. Senão, eu preciso passar para outra pessoa que tenha uma mentalidade diferente para continuar. É isso que vamos tentar fazer daqui para frente”, indicou o treinador em determinado momento da coletiva de imprensa.

“Às vezes as pessoas preferem que continue dessa maneira, eu não consigo dessa maneira, porque eu perdi muito, mas eu não nasci para perder. Eu não nasci para tomar pancada duas vezes seguidas como essas. É a reputação da gente que entra em jogo, independente do tempo de trabalho”, falou em outro momento.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Brasil Futebol Expo reúne indústria do futebol de 4 a 8 de setembro

Este foi apenas o quinto jogo do treinador, que soma duas vitórias, duas derrotas e um empate. Na última semana, a equipe foi eliminada da Copa do Brasil pelo Internacional e, neste domingo, em casa, acabou dominado pelo Grêmio e perdeu por 4 a 1, no nacional. A equipe está apenas na 16ª posição da tabela, a três pontos da zona de rebaixamento.

“O meu respaldo é meu trabalho e acho que nós tentamos tudo que era possível dentro dessa formação, tentando privilegiar o jogo e talvez nossa maior mudança é no sistema de jogar, é na maneira que jogar. Porque só uma mudança de atitude, de mentalidade de jogo, pode fazer o Cruzeiro sair desse momento, dessa situação. Se for preciso fazer uma intertemporada dentro do Campeonato, com 20 rodadas pra se jogar pra recuperar alguns jogadores na parte física, colocar um time mais forte em campo fisicamente, nós temos que fazer. Se eu for o treinador, nós temos que fazer“, reiterou.

Leia também!

Ídolo do Atlético de Madrid rasga elogios a Lodi: "Será o melhor lateral da história do clube"

Filipe Luís abre o jogo sobre porque escolheu o Flamengo e dá exemplo da 'grandeza do clube'

Presidente do Barcelona dá declaração que pode fazer Neymar sonhar com retorno

Crédito da imagem: Flickr/Cruzeiro

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade