Cuca comenta mudança da visão sobre cantos homofóbicos: Era normal, hoje, dá cadeia

Cuca comenta mudança da visão sobre cantos homofóbicos: "Era normal, hoje, dá cadeia"

Treinador ainda afirmou que espera que esses atos sejam corrigidos com o tempo

FOX Sports

O São Paulo perdeu a oportunidade de igualar a pontuação do líder Santos neste domingo (25 de agosto) ao perder por 2 a 0 para o Vasco em São Januário. Após a partida, o técnico Cuca comentou os cantos homofóbicos entoados pela torcida vascaína após o primeiro gol da partida e mostou sua torcida para a mudança desse panorama.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

"De repente, na nossa vida, tudo está mudando. Antigamente, você falava: 'esse é viado', era uma coisa normal. Hoje, dá cadeira. Começou no México isso aí, que os caras falam 'puto', quando bate o tiro de meta. Foi corrigido tanta coisa, que eu tenho esperança que isso seja corrigido também", disse o comandante.

O São Paulo, com esse resultado, ficou estacionado na quarta colocação com 30 pontos. No próximo sábado (31), às 11h, o Tricolor receberá o Grêmio no Morumbi, podendo igualar a pontuação do líder.

O técnico Vanderlei Luxemburgo explicou a conversa que teve com o árbitro Anderson Daronco após o primeiro gol do jogo e o pedido que fez à torcida vascaína. "Foi pelos gritos homofóbicos, porque pode prejudicar. Mas como ia falar para todo mundo? Meio que entenderam. Passa na rádio e chega lá".

Leia também!

Gabigol ou Guerrero? Flameguistas e colorados divergem em debate

Neymar dá ultimato ao Barcelona sobre negociação com PSG

Atlético de Madrid está disposto a tirar Éverton do Grêmio

Créditos da foto: Reuters

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade