Após caso de racismo, Malcom pode ser colocado à venda pelo Zenit em janeiro

Após caso de racismo, Malcom pode ser colocado à venda pelo Zenit em janeiro

Atacante pode ser posto à venda no começo do próximo ano pelo clube russo, uma vez que a sua chegada não foi bem aceita por parte de alguns torcedores

FOX Sports

A chegada de Malcom ao Zenit foi marcada por um caso de racismo e que pode colocar fim à passagem do atacante pelo clube russo. Logo em sua estreia com a camisa da equipe, no último final de semana, o brasileiro foi vítima de crime de racismo por parte de torcedores do Zenit, que estenderam faixas contrárias às contratações de atletas negros por parte do clube russo.

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Por conta do crime cometido por seus torcedores, o Zenit pode resolver o problema vendendo Malcom e acatando o pedido dos criminosos. Três dias após a chegada de Malcom ao Zenit, o atacante deve ser colocado à venda em janeiro de 2020. A imprensa russa aponta que o atacante não deve ter mais espaço no clube após o ‘pedido’ dos ultras do Zenit.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Malcom chegou ao clube russo após ser comprado por 40 milhões de euros, algo em torno de R$ 250 milhões. O atacante recebeu poucas oportunidades no Barcelona e acabou sendo vendido após uma rápida negociação com os russos.  

Leia também! 

'Quase me mataram': Joel revela pressão que sofreu no Flamengo

Palmeiras promete providências contra protesto com ameaças

Atlético de Madrid envia recado ao São Paulo após anúncio de Juanfran

Crédito da foto: Reprodução/Twitter

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade