Diego diz que pênalti no meio e fraco foi consciente: "Treinei dessa forma"

Meia do Flamengo explicou como foi a cobrança e deu méritos ao goleiro Santos

FOX Sports

Capitão do Flamengo, Diego viu o pênalti mais uma vez o colocar como vilão em jogo decisivo pelo time carioca. Depois de perder contra o Cruzeiro, na final da Copa do Brasil de 2017, ele voltou a desperdiçar diante do Athletico-PR, agora batendo de uma maneira fraca e no meio.

Arsenal x Bayern, Manchester United x Internazionale e mais: a semana no FOX Sports

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

Logo após a queda, ele falou com a imprensa e explicou a cobrança. Segundo o camisa 10, a decisão foi calculada, inclusive de bater com menos força e no meio do gol. No entanto, Diego deu os méritos ao goleiro Santos:

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

"Quero dizer que a dor no peito está grande. Não vou esconder. Tenho que seguir em frente. Toda cobrança de pênalti é uma batalha entre o goleiro e o batedor. Ontem treinei esse pênalti, exatamente igual. Ele sai antes, bati no meio, não posso bater forte para não perder a precisão. Já fui campeão no Porto, na Copa América batendo pênalti", afirmou Diego, que completou:

"O aproveitamento não tem sido como gostaria. As decisões que tomo são conscientes. A batida no treino foi igual, deu certo. Ele tomou a decisão de ficar. Foi mais feliz que eu. Vai errar quem pegar a bola e bater", finalizou.

Leia também:

Santos promete notificar Barcelona por ‘assédio’ à joia

Wellington Nem é anunciado por clube da Série A

Neymar terá empresário que colocou Jesus no Fla para deixar PSG

Crédito da foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade