Paulinho fala sobre lesão no Vasco e revela pior momento da carreira: “Me irritava, me atrapalhava"

Jogador foi negociado por R$ 85 milhões para o Bayer Leverkusen, em 2018, ainda com 17 anos

FOX Sports

O atacante Paulinho é considerado a principal revelação dos últimos anos das categorias de base do Vasco. Com apenas 18 anos, hoje ele veste a camisa do Bayer Leverkusen, da Alemanha, depois de ter sido contratado por R$ 85 milhões, em 2018. Em participação no programa Aqui com Benja, o jovem falou sobre a grave lesão que teve ainda na equipe carioca e revelou o pior momento da ainda curta carreira.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Em ascensão na carreira, Paulinho sofreu uma fratura no cotovelo ainda com 17 anos e ficou fora dos gramados por alguns meses. Para o atacante, a lesão foi frustrante pelo momento que aconteceu.

“Teve a lesão. No momento da lesão eu estava num momento bom, não só eu como o Vasco estava em uma crescente boa. E a gente tinha o objetivo de conquistar o título carioca. Foi um momento conturbado que eu me machuquei e logo depois a venda. Claro que naquele momento, ali no chão no Mineirão, eu só pensava no decorrer do ano. Só pensava no meu ano de 2018. Por isso você vê aquele desespero todo. Quando eu boto a mão na cabeça eu começo a pensar... é difícil”, disse o jogador.

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

Apesar da gravidade, o atleta afirmou que o pior momento da carreira foi outro.

“Quando eu cheguei na Alemanha... até provar tudo de novo, tem que provar tudo de novo depois que você chega machucado e fica um tempo fora. Eu estava acostumado a jogar o tempo todo. E é passado que eu tenho que esperar, com 18 anos, tem que amadurecer mais. E isso ali me deu uma quebrada. Não uma quebrada para eu ficar mal, mas claro que ali foi meu pior momento porque eu fiquei sem fazer aquilo que eu mais amo que é jogar constantemente. Eu ia para o banco sempre, mas tinha jogos que eu não entrava ou entrava dez, cinco minutos. E aquilo ali me irritava, me atrapalhava as vezes no dia a dia, até dormia pouco”, revelou Paulinho.

Saiba mais:

Jornal: Real descarta Neymar por evolução de Vinícius Jr

Griezmann comunica ao Atlético que pagará multa rescisória

Maxi López diz negociar com clubes e culpa Campello por saída

Crédito da foto: Carlos Gregório Jr./Vasco

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade