Romário abandona grupo de WhatsAPP e desiste de evento da CBF em comemoração ao tetra

Crítico declarado da CBF, o Baixinho deixou o grupo de WhatsApp criado pelos campeões para discutir a festa, que será realizada nos dias 12 e 13 de julho no Rio de Janeiro

Gazeta Press

Enquanto os comandados de Tite seguem em busca do título da Copa América, outra importante conquista da Seleção Brasileira está prestes a completar 25 anos: o tetracampeonato mundial conquistado nos Estados Unidos. E para homenagear os campeões, a Confederação Brasileira de Futebol irá realizar um evento na Granja Comary. Porém, sem a presença de um dos protagonistas da competição: Romário.

Copa Internacional de Futebol Legends e mais: a semana do FOX Sports

Timaço de craques com R10, Recoba e cia. invade a tela do FOX Sports em torneio de lendas

Crítico declarado da CBF, o Baixinho deixou o grupo de WhatsApp criado pelos campeões para discutir a festa, que será realizada nos dias 12 e 13 de julho no Rio de Janeiro. O título conquistado nos pênaltis contra a Itália, no entanto, completa 25 anos no dia 17.

Em entrevista concedida ao Globoesporte.com, Romário disse que “se sente muito feliz de não participar da comemoração pelo simples fato da CBF estar presente”. A ideia inicial, inclusive, era realizar uma homenagem sem qualquer relação com a entidade, mas a interferência da Confederação motivou o ex-jogador a sair do grupo e recusar a participação.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

 

“Quando eles falaram isso eu estava dentro totalmente. Depois, eles me passaram que a CBF entendeu que era importante para ela essa conquista, que faz parte da história, quis participar e resolveu organizar. A maioria dos jogadores entendeu que seria bom fazer a festa junto com a CBF. É um direito deles, cada um tem seu pensamento. Mas a partir do momento que a CBF entrou, eu saí”, completou Romário.

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

Gringos elegem os cinco maiores do Brasil; veja o resultado

“Claro que gostaria muito de ir numa comemoração dessa magnitude, dessa importância para o país, para a minha geração e para mim. Mas a partir do momento que entra a CBF, instituição que já falei para todos que é a mais corrupta do Brasil e cada vez me mostra que é mais corrupta ainda, infelizmente não posso participar disso”, finalizou o ídolo da Seleção.

(Crédito da imagem: Reprodução/FOX Sports)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade