Série A do Brasileirão voltará a ter uma árbitra após 14 anos

Série A do Brasileirão voltará a ter uma árbitra após 14 anos

Edina Alves está escalada para jogo entre CSA e Goiás; último jogo apitado por uma mulher havia sido em 2005

FOX Sports

A próxima segunda-feira (27 de maio) será histórica para o futebol brasileiro Isso porque, Edina Alves será a árbitra da partida entre CSA e Goiás, pela Série A do Brasileirão. Após 14 anos, uma mulher voltará a apitar um jogo de futebol da Série A do Brasileirão.

A última partida da Série A arbitrada por uma mulher foi em 2005, no duelo entre Fortaleza e Paysandu, pelo segundo turno. A responsável pelo jogo foi Silvia Regina, que acompanhará de perto o confronto deste domingo. A ex-árbitra será a supervisora do VAR (árbitro de vídeo) no Rei Pelé, em Maceió.

Finais da Copa do Nordeste, do NBB e mais: a semana nos canais FOX Sports

'Não Pipoca’: Sormani deixa Romário e Ronaldo de fora de Top 5 ‘de respeito’; veja!

O fato historico foi comemorado pela comentarista FOX Sports, Nadine Bastos.

"Depois de 15 anos uma mulher volta a apitar na Série A do Brasileiro. Fico feliz pela indicação da Edina Alves que tem talento e competência para estar nessa atividada", afirmou a ex-árbitra-assistente. 

Quem também fez quetão de exaltar a escolha, foi o árbitro de três Copas do Mundo, Carlos Eugênio Simon.

"A Edina Alves apitou muito bem na Série B. Já estava mais do que na hora dela subiur para a elite", elogiou o comentarista FOX Sports. 

A escalação de Edina foi apontada por Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, como um marco para a arbitragem brasileira. Mas, além disso, como um momento merecido pela árbitra paranaense.

"Eu só consigo ver meus árbitros como pessoas iguais. Acho que ela serve como exemplo não só para mulheres, mas para todos. A Edina era bandeira, abriu mão do escudo da FIFA, de árbitra internacional, porque tinha o sonho de ser árbitra central. Então, ela voltou às categorias de base, começou a apitar na base, largando o escudo internacional de auxiliar. Ela já conseguiu alcançar o quadro internacional como árbitra central e, hoje, está chegando na Série A. Para mim, ela é um exemplo para todo mundo", destacou o ex-árbitro ao site oficial da CBF.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Clique e assine o APP do FOX Sports

Ao lado de Edina, estará a assistente Neuza Back, que irá com ela na Copa do Mundo da França 2019. Tatiane Camargo, a auxiliar que completa o trio do Mundial Feminino, está se recuperando de uma lesão e não foi escalada. Mas o outro assistente da partida também tem pedigree de Mundial: Emerson Augusto de Carvalho, que foi auxiliar durante a Copa da Rússia, em 2018.

Gringos elegem top 5 de clubes brasileiros mais importantes; veja ranking final

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

Para Gaciba, esta escalação às vésperas da Copa do Mundo tem tudo para dar ainda mais força para a equipe brasileira durante o torneio.

"O time brasileiro que vai para o Mundial chega como um dos mais fortes do mundo. E eu tenho certeza que essa escala na Série A vai dar muito mais força mental para elas para chegarem ao Mundial e fazer um excelente trabalho", concluiu.

Saiba mais:

Bruno Henrique fala sobre rumor de oferta da China

Gil tem 'plano B' para acertar logo com o Corinthians

Destaque do São Paulo pode se despedir do clube

Crédito da imagem: Kin Saito/CBF

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade