Com gol no fim Chape empata com o Athletico PR pelo Brasileirao

Com gol no fim, Chape empata com o Athletico-PR pelo Brasileirão

Com a igualdade, as duas equipes chegaram a quatro pontos somados, com o Furacão levando a vantagem nos critérios de desempate na tabela

Gazeta Press

Na abertura dos jogos de domingo (5 de maio) pela 3ª rodada do Brasileirão, Chapecoense e Athletico-PR empataram em 1 a 1, na Arena Condá. O Furacão saiu na frente, mesmo com o time praticamente inteiro reserva, mas a Chape foi valente e empatou nos minutos finais.

O Athletico-PR teve maior posse de bola e foi superior na partida, tendo as melhores chances. A Chape, por outro lado, esperava no seu campo de defesa para puxar contra-ataques mais diretos. Os dois times, entretanto, pecavam nas finalizações e não conseguiam levar perigo. Quando Rony acertou a meta, aos 30 do segundo tempo, o gol saiu. A Chape insistiu no final da partida e Everaldo empatou aos 43.

Bundesliga, Nascar e muito mais: o domingo no FOX Sports

O empate mantém as duas equipes empatadas com quatro pontos na classificação. Na próxima rodada, o Furacão recebe o Bahia na Arena da Baixada às 19h do domingo (12). Já o próximo compromisso da Chape pelo Brasileirão será contra o Flamengo, no Marcanã, novamente às 11h do domingo.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Falha nas finalizações prejudicam o Furacão

O primeiro tempo foi de domínio do time visitante, mas sem muitas oportunidades perigosas para os dois lados. O Athletico procurava ter mais a bola, enquanto a Chape esperava em seu campo de defesa. Com dificuldade de acertar o último passe e as finalizações, o Furacão não deu muitos sustos no adversário.

Uma falta perigosa aos 13 minutos poderia ser a primeira grande chance para o Athletico. Na cobrança de Léo Cittadini, entretanto, o zagueiro Gum afastou de cabeça. A Chape respondeu aos 16, mas o atacante Everaldo cabeceou para fora, sem perigo para o goleiro Santos.

‘Não Pipoca’: Sormani deixa Romário e Ronaldo de fora de Top 5 ‘de respeito’; veja!

Gringos elegem top 5 de clubes brasileiros mais importantes; veja ranking final

Com 20 minutos de jogo, o time visitante já tinha mais de 70% de posse de bola, mas não era efetivo nas jogadas de ataque. A chance mais clara de gol veio aos 25 minutos. Marcelo Cirino fez jogada individual pela direita, pedalou na frente de Douglas e finalizou. Gum apareceu mais uma vez para fazer o corte.

Estava difícil infiltrar na defesa da Chape, então a alternativa encontrada pelo time de Tiago Nunes foi a finalização de fora da área. Foi assim que Léo Pereira, na intermediária, mandou a bomba, e a bola passou ao lado do gol de Tiepo com perigo, aos 33 minutos.

Clique e assine o APP do FOX Sports

A Chape não conseguia recuperar a posse de bola no meio-campo. Com 39 minutos, o treinador foi obrigado a fazer duas substituições por questões médicas neste setor. Campanharo sentiu a coxa, enquanto Régis passou mal no gramado por conta de uma indisposição gástrica. Entraram Augusto e Alan Ruschel em seus lugares.

Athletico insiste até abrir o placar, mas Chape empate no final

A segunda etapa começou mais movimentada, com as equipes arriscando mais. Logo aos sete minutos, o argentino Braian Romero recebeu pela esquerda, puxou para o meio e bateu firme, mas a bola foi para fora.

A resposta do time de Chapecó veio aos 12 minutos. Alan Ruschel construiu o contra-ataque e encontrou Everaldo. O atacante dominou no peito e bateu de esquerda, mas também mandou para fora do gol.

Depois do lance, as duas equipes abaixaram um pouco a intensidade. A próxima chance de perigo veio só aos 29 minutos, depois da parada para hidratação. Everaldo recebeu na área e tentou a finalização, mas a bola explodiu na trave.

No minuto seguinte, o Athletico respondeu e finalmente conseguiu abrir o placar. Rony, que entrou no lugar de Braian Romero, acreditou em uma bola perdida e foi oportunista. O camisa 7 fintou o adversário na entrada da área e bateu firme de direita. A bola ainda desviou na zaga e encobriu o goleiro Tiepo antes de entrar.

O Furacão parecia encaminhar a vitória, mas aos 43 minutos a Chape surpreendeu e chegou o gol de empate. Diego Torres finalizou forte, e Santos defendeu. Everaldo estava esperto no rebote e empurrou para balançar as redes. O atacante fez todos os três gols da Chapecoense neste Brasileirão.

Rony ainda teve a chance de marcar mais um, aos 49. O camisa 7 recebeu de Nikão e saiu cara a cara com o goleiro. Na finalização, Tiepo salvou a chape e manteve a partida empatada.

Ficha Técnica

CHAPECOENSE X ATHLETICO-PR

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Douglas (Chapecoense); Paulo André e Braian Romero (Athletico);

Público: 6.433 pessoas

Renda: R$ 140.710,00

Gols: Rony (Athletico-PR), aos 30′ do segundo tempo; Everaldo (Chapecoense), aos 43′ do segundo tempo

CHAPECOENSE: Tiepo; Eduardo, Gum, Douglas e Bruno Pacheco; Marcio Araújo, Diego Torres e Gustavo Campanharo (Augusto); Renato (Bruno Silva), Régis (Alan Ruschel) e Everaldo; Técnico: Ney Franco

ATHLETICO PARANAENSE: Santos; Robson Bambu, Léo Pereira e Paulo André; Wellington, Léo Cittadini (Lucho González), Erick e Márcio Azevedo; Braian Romero (Rony), Vitinho e Marcelo Cirino (Nikão); Técnico: Tiago Nunes.

Saiba mais:

Fla ou Europa? Rafinha abre o jogo!

Bruno Henrique responde Guerrero

Ex-SP e Flu pensa em voltar ao Brasil

Crédito da imagem: divulgacação/ Twitter/ @ChapecoenseReal

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade