Arma do Corinthians contra o Ceará, Boselli tem histórico de carrasco em mata-matas

Arma do Corinthians contra o Ceará, Boselli tem histórico de carrasco em mata-matas

Feito mais lembrado até hoje na carreira de Boselli se deu em um mata-mata, na conquista da Libertadores de 2009, principal da sua trajetória no futebol, quando defendia o Estudiantes

Gazeta Press

O atacante Mauro Boselli terá na noite desta quarta-feira um cenário próximo do ideal para mostrar o seu futebol no Alvinegro. Substituto de Gustagol, que segue em recuperação de uma entorse no joelho direito, o argentino vai encarar o Ceará, no Castelão, em Fortaleza, sendo titular pela primeira vez em um mata-mata com a camisa do Corinthians. Um modelo de competição que lhe rendeu muito sucesso na carreira.

O feito mais lembrado até hoje na carreira de Boselli se deu em um mata-mata, na conquista da Libertadores de 2009, principal da sua trajetória no futebol, quando defendia o Estudiantes. Artilheiro daquela edição da competição, ele marcou cinco dos seus oito gols no mata-mata, inclusive o tento derradeiro do torneio, decretando a vitória por 2 a 1 dos argentinos contra o Cruzeiro, em pleno Mineirão.

Cruzeiro e Inter na Libertadores, Europa League: só no FOX Sports

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Menos lembrada, porém, a campanha da Copa Sul-Americana do ano anterior foi praticamente uma prévia de tudo isso. Também pelo time de La Plata, ele foi vice-artilheiro do torneio com quatro tentos marcados, culminando no vice-campeonato diante do Internacional, no Beira-Rio.

Palmeiras 3 x 0 Melgar; veja os melhores momentos

Assista ao gol da vitória do Libertad sobre o Grêmio

Veja os gols e melhores momentos da derrota do Atlético-MG

Depois disso, Boselli voltou a marcar seu nome em duelos eliminatórios quando chegou ao León-MEX, clube em que é o segundo atleta com mais gols marcados na história. Logo no primeiro ano, conquistou dois títulos nacionais (Apertura e Clausura), balançando a rede em ambas finais. Na primeira fez o do título, contra o Pachuca, na segunda, contra o América, fez um em cada duelo.

O feito foi tamanho que já o alçou à condição de ídolo da torcida, que não comemorava títulos nacionais desde a temporada de 1992, uma pequena pausa no jejum que durava desde os anos 50. A posição foi consolidada com mais grandes atuações em duelos eliminatórios, levando o time de forma inédita ao mata-mata da Libertadores e ao vice da Copa México.

Clique e assine o APP do FOX Sports

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

Mais adaptado ao clube, o atleta de 33 anos fará frente os cearenses o seu terceiro jogo seguido como titular, sequência tão desejada desde o começo da temporada. Com tempo e no estilo de torneio que gosta, Boselli tenta mostrar tudo o que tem a dar para o Timão.

(Crédito da imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!