Cruz abre o jogo sobre saida do Sport e diz Corinthians, Fla e Sao Paulo tambem tem dificuldades

Cruz abre o jogo sobre saída do Sport e diz: "Corinthians, Fla e São Paulo também têm dificuldades"

Em pronunciamento nesta terça-feira (19), o treinador falou da pressão que vinha sofrendo sob o comando do Leão e quanto às dificuldades de se reestruturar o elenco

Gazeta Press

Após pedir demissão do cargo de treinador do Sport, Milton Cruz fez um pronunciamento no Centro de Treinamento José de Andrade Médicis nesta terça-feira (19 de fevereiro). Sem sequer abrir espaço para perguntas, ele apontou a pressão que o presidente Milton Bivar estava sofrendo para deixar o clube.

Atlético-MG na Libertadores, Arsenal, Chelsea, Boxe, Nascar e mais: só no FOX Sports

Santos de Neymar e cia., ou Internacional campeão do mundo? Escolha quem avança às quartas

“Sei que a pressão estava muito grande em cima do presidente e de mim também. Tanto por parte de torcedores quanto por parte de dirigentes antigos. A gente sabia da pressão e como foi o presidente que me trouxe e sou amigo dele, conversamos e achamos melhor parar por aqui para ele seguir o caminho sem tanta pressão. Ele tem muita capacidade”, declarou.

Clique aqui e baixe FOX Sports APP

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Milton Cruz sai do Sport após apenas sete jogos, com quatro vitórias e três derrotas. O revés no clássico para o Santa Cruz e a eliminação diante da Tombense na Copa do Brasil pesaram na decisão do técnico em abrir mão do cargo na equipe.

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube

“Um time não se monta da noite para o dia. Não faz nem dois meses (que cheguei). Foi um plantel quase todo refeito, muitos jogadores vieram. Foi pouco tempo e a gente ainda estava achando um esquema melhor para a equipe. Corinthians, São Paulo e Flamengo, que investiram muito mais, estão tendo dificuldades também”, justificou.

Por fim, o treinador afirmou que faltou paciência para os diretores, mas disse deixar o clube de cabeça erguida. “Faltou um pouco de paciência por parte da diretoria para que a gente pudesse trabalhar com mais tranquilidade. Sou agradecido por tudo que me foi prometido. A montagem do elenco e o salário em dia”, analisou.

“Saio de cabeça erguida para deixar o próximo treinador com meio caminho andado. O mais difícil foi feito, que foi a montagem do elenco. E tem jogadores que nem estrearam ainda”, finalizou.

Leia também:

Marcelo avisa que pode deixar o Real Madrid

Corinthians prepara multa de R$ 210 mi por Gustagol

FFERJ proíbe jogos entre Vasco e Fluminense no Maracanã

Créditos da Foto: reprodução/ Instagram (@BernardoCarvalhoSilva)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!
Publicidade