Schelotto confirma presença de peça importante na final contra o River Plate

Schelotto confirma presença de peça importante na final contra o River Plate

Atacante Cristian Pavón se recuperou de lesão sofrida na primeira partida da decisão, disputada na Bombonera; FOX Sports transmite 'Superclásico' ao vivo, a partir das 16 horas do próximo domingo (9)

EFE

O técnico Guillhermo Barros Schelotto, do Boca Juniors, confirmou nesta sexta-feira (7 de dezembro) que o atacante Cristian Pavón está recuperado de lesão muscular e poderá atuar no clássico contra o River Plate, daqui dois dias, pela volta da final da Conmebol Libertadores, que acontecerá no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. FOX Sports transmite o duelo ao vivo, a partir das 16 horas do próximo domingo (9 de dezembro).

Final da Libertadores, Bundesliga, NBB e mais: tudo no FOX Sports

"Pavón está bem, na segunda-feira treinou sem problemas, na terça-feira treinou normalmente, sem dor, portanto, está em perfeitas condições para estar disponível para o treinador", disse o comandante 'xeneize', em entrevista coletiva.

Schelotto manteve mistério sobre o retorno do atacante ao time titular no jogo deste domingo. Mesmo sem confirmá-lo em campo no apito inicial, o comandante do Boca Juniors aproveitou para elogiar o atacante no encontro com jornalistas, realizado no centro de treinamento da seleção espanhola.

Assine os canais FOX Sports pela loja de aplicativos do seu celular! 

"É um jogador de nível internacional. Cresceu muito nos últimos dois ou três anos e explodiu. Um atacante com faro de gol", afirmou.

O técnico manteve aberta durante a entrevista coletiva a dúvida no setor ofensivo, sobre atuar com apenas um atacante centralizado e dois abertos, ou uma dupla na área, como aconteceu no primeiro jogo, na ausência de Pavón.

Se inscreva no canal do FOX Sports Brasil no YouTube 

"Vou definir antes do jogo, mas, tenho claro, sobre como fazer, se jogar com dois ou três atacantes", respondeu Schelotto, diante de insistentes questões sobre a formação.

O treinador do Boca aproveitou para falar de tudo que cercou a segunda partida da decisão, a partir do ataque ao ônibus que levava a delegação do time para o estádio Monumental de Núñez, no último dia 24 de novembro.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

"O que aconteceu há 15 dias acontece muito no futebol sul-americano e argentino, e é lamentável. É o momento de mudar. Não poder jogar um River e Boca na Argentina é lamentável. É a hora de tomar medidas e começar a ser exemplo", garantiu.

Saiba mais:

'Sonho' de brasileiros, Tardelli define onde irá atuar

Vasco pode perder mais uma promessa

Flamengo e Palmeiras sondam Ramires

Crédito da foto: Reuters

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!