Matemática do deca: o que o Palmeiras precisa para ser campeão no Allianz Parque

Matemática do deca: o que o Palmeiras precisa para ser campeão no Allianz Parque

Com expectativa de casa cheia para enfrentar o América-MG, Verdão precisa vencer e torcer contra rivais diretos para ficar com o título do Campeonato Brasileiro de 2018

Gazeta Press

Adversário especial, casa cheia, coroação da liderança, do recorde de invencibilidade na era dos pontos corridos e, possivelmente, do título brasileiro. Esses são alguns dos ingredientes que comportam o duelo desta quarta-feira, marcado para as 21h45 (de Brasília), no Allianz Parque, entre Palmeiras e América-MG, válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Líder absoluto da competição nacional com 71 pontos, o Verdão, porém, não depende apenas de si para ser campão já nesta quarta-feira. Além da necessidade de vencer o Coelho, que briga contra o rebaixamento, mas vem embalado de um triunfo importante contra o Santos, o time comandado por Luiz Felipe Scolari precisa contar com tropeços e Internacional e Flamengo, que enfrentam Atlético Mineiro e Grêmio, respectivamente. Se tudo isso se confirmar, o Palmeiras coroa o decacampeonato brasileiro, mas ainda não ergue a taça efetivamente, já que ela será entregue ao campeão apenas na última rodada.

Palmeiras prega cautela, mas busca o título no Allianz

Do lado do time da casa, o discurso é de manutenção do foco e da cautela, tratando cada jogo como uma decisão. Apesar da campanha histórica, o Palmeiras sofreu nas últimas duas partidas, não desempenhou o futebol de outrora e empatou tanto com o Atlético Mineiro quanto com o lanterna e já rebaixado Paraná. Por esses motivos, o respeito ao América é “lei” nos arredores do Allianz Parque.

Final da Libertadores, Bundesliga, NBB e mais: a semana no FOX Sports

E se Felipão tem algo a celebrar, além do possível título, é o fechamento de um turno completo pelo Palmeiras nesta passagem. Foi justamente contra o Coelho, no dia 5 de agosto, em duelo válido pela 17ª rodada, que o experiente treinador fez sua reestreia pelo clube alviverde paulista, no empate por 0 a 0 na Arena Independência. Desde aquele jogo, inclusive, muitas coisas mudaram sob seu comando, principalmente a condição na competição nacional, que anteriormente era de briga pelo G4.

Para o duelo dentro de casa, com expectativa de casa cheia, já que foram comercializados antecipadamente mais de 33 mil ingressos, Felipão terá apenas um problema para montar a escalação que considera ideal. Gustavo Scarpa, titular no empate com o Paraná no último domingo, em Londrina, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora. Luan, por sua vez, volta depois de cumprir suspensão e pode retomar a condição de titular junto com Gustavo Gómez, que foi poupado.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Para o lugar de Scarpa, a expectativa é de que Bruno Henrique, que também iniciou no banco a partida no Estádio do Café, retome o posto nos 11 iniciais e componha o meio-campo junto com Moisés, além da entrada de Willian no lugar de Lucas Lima. Assim, as únicas dúvidas ficam por conta da lateral-esquerda, que pode ser de Victor Luís ou de Diogo Barbosa, e o meio-campo, que deve ter Felipe Melo ou Thiago Santos.

Outro que deve voltar ao menos para a lista de relacionados é o meia Hyoran, recuperado de um problema muscular na panturrilha. E mesmo com a chance de confirmação de título, o discurso do camisa 28 é de atenção absoluta.

“O segredo nesta reta final é continuarmos com esse espírito decisivo. Cada jogo para nós é uma final e agora, mais do que nunca, não podemos cometer erros. Nosso grupo é muito qualificado, a comissão técnica confia nos jogadores e vem realizando um excelente trabalho. Faremos de tudo para sermos campeões brasileiros”, disse Hyoran.

(Crédito da imagem: Cesar Greco/Foto Arena)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!