Avelar admite queda de producao e manda recado para torcida do Corinthians

Avelar admite queda de produção e manda recado para torcida do Corinthians

Lateral, que perdeu vaga para o jovem Carlos Augusto, recém-promovido das categorias de base, garante que pode render mais

Gazeta Press

O Vasco deixou Itaquera revoltado com a arbitragem comandada por Wilton Pereira Sampaio. A reclamação mais inflamada se dá pelo lance em que Danilo Avelar disputa espaço com Marrony dentro da área, aos 39 minutos do segundo tempo, quando o Corinthians vencia por 1 a 0.

Nascar, Copa Paulista e mais: fim de semana FOX Sports

O jogador do Vasco não conseguiu chegar à bola, mas teve sua súplica pela marcação da penalidade ignorada pelo juiz. Danilo Avelar admitiu o contato com o adversário durante a jogada, apesar de ter concordado com a decisão de Sampaio.

“Eu até queria ver, foi muito rápido, eu senti que ele passou e teve um contato. Teve um contato, sim, mas não acredito que foi para pênalti, tanto que tem o árbitro de fundo de linha e ele estava muito perto. Eu não consegui ver ainda as imagens, foi um lance muito rápido ele passou por mim e eu estava com a mão aberta. Teve um contato, sim, mas acredito que não puxei. Vou rever para falar depois se foi ou se não foi, mas isso não cabe a mim falar agora”, comentou o lateral corintiano.

Leia também:

A reação de Neymar ao ser perguntado sobre volta ao Barça

PVC aponta a grande diferença entre Palmeiras e Fla em 2018

Messi e Pogba se encontram em restaurante famoso de Dubai

Cássio, que estava próximo ao lance, falou sobre sua visão do lance e pediu uma melhora, no geral, da arbitragem brasileira, por meio das instituições que comandam e gerem o futebol no país.

““Eu não consegui ver, porque a gente cuida mais da bola. Difícil perceber se o cara puxou ou não, e como falei outras vezes, a gente não quer que arbitragem beneficie o Corinthians ou prejudique o Vasco. A gente quer que seja correta. Não vi o lance para ter uma opinião se foi ou não. Nós temos que, a CBF, ou quem for que comande, ajude a ter uma melhora, dar um suporte aos árbitros, para que possa melhorar e acontecer menos erros. O momento é ter um parâmetro para o ano que vem. Não sei o que foi feito esse ano, mas para o ano que vem tem que ser feito mais coisas para a gente ter menos erros”, disse o goleiro do Timão.

Caso o pênalti em Marrony fosse assinalado e isso representasse o empate do Vasco na Arena, provavelmente Danilo Avelar estaria em maus lençóis a essa hora. Isso porque as críticas em cima do desempenho do jogador não têm sido nada brandas. Sua titularidade, aliás, acabou perdida para o jovem Carlos Augusto, recém-promovido das categorias de base. A convocação de Carlos à Seleção Brasileira Sub-20 rendeu nova oportunidade a Avelar, que também jogará quarta-feira, contra o Atlético-PR.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

“Concordo que caí um pouco de produção, sim. Não quero achar desculpas, achar motivos, mas eu confesso que tenho muito para dar ainda. Se eu tivesse a autoconsciência de que cheguei ao meu limite e não posso dar mais, eu ia dizer que não dá mais, mas eu estou ciente que posso dar. Tenho que ser humilde em dizer que caí de produção”, autoanalisou, em busca de explicações.

“Talvez por desgaste, por ‘N’ situações, entrosamento, entra um jogador e sai outro. Tenho companheiros muito positivos, uma diretoria muito bacana que sempre me deram tranquilidade para eu fazer o que eu sei. O Corinthians não vem passando por um bom momento também, é difícil você ter um individual muito bem. Estou tranquilo e sei do meu potencial e posso melhorar muito”, concluiu.

Crédito da foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!