Levir esquece futuro, admite preocupação com Atlético-MG e dispara Estamos apanhando

Levir esquece futuro, admite preocupação com Atlético-MG e dispara: 'Estamos apanhando'

Diante do Grêmio, na tarde deste sábado, no Independência, nova derrota, por 1 a 0, com o Tricolor precisando de apenas dois minutos para despachar o clube mineiro

Gazeta Press

O Atlético-MG não consegue mais vencer. Já passa de um mês sem vitórias e a gordura na sexta colocação foi queimada. Diante do Grêmio, na tarde deste sábado, no Independência, nova derrota, por 1 a 0, com o Tricolor precisando de apenas dois minutos para despachar o clube mineiro. A situação preocupa o técnico Levir Culpi que não se assusta com a ameaça de não ficar no grupo dos times que se classificam para a Conmebol Libertadores, mas alerta para o péssimo momento.

Bundesliga e Superliga Argentina: o fim de semana do FOX Sports

“Vou ser sincero, não estou preocupado com o ano que vem, ano que vem eu sei que vamos entrar forte, com elenco montado… Estou preocupado agora, estamos apanhando, poderíamos ter resultados melhores. Não conheço bem todos, um jogo que eles apresentam você conhece melhor. Se colocar jogador em determinado jogo, contra um time que vem na ponta, aí você dificulta para o jogador. Ele tem que se dar bem contra o Grêmio. Tem coisas que é preciso avaliar. Vamos montar o elenco para o ano que vem. Mas queremos vencer para o final do Campeonato. Estamos perseguindo a Libertadores”, avaliou.

O Atlético segue entre os times que vão para a Libertadores, pois está na sexta colocação e o Santos, até o momento do fechamento deste texto, perde para o Palmeiras, ajudando o Galo a permanecer no G6. No entanto, é preciso reconhecer o momento ruim e trabalhar para melhorar. Todavia, segundo Levir Culpi, nem todos estão com o mesmo proposito dentro do clube.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

“Penso que há um desequilíbrio, não estamos todos pensando a mesma coisa. Estou chegando e estou supermotivado. Tem jogadores que estão saindo, o fim de ano tem essa coisa. O Atlético precisa vencer para chegar à Libertadores. Tem uma série de conotações que são difíceis de avaliar. O time, pela qualidade, está rendendo abaixo. Tem jogadores para fazer apresentações melhores. A gente está apanhando. O gol foi de bola cruzada, isso nós treinamos. Quase que infantil. Eu digo infantil, mas a bola parada é difícil. Não acertamos cruzamentos. São 33 cruzamentos, está pressionando, mas precisa colocar a bola para dentro. O time não está começando e terminando”, finalizou.

Saiba mais:

Diego Alves abre o jogo sobre polêmica

Astro do futebol teve doping 'abafado'

Barcelona pode fazer troca de brasileiros

(Crédito da imagem: Bruno Cantini/Atlético)

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!