Jornal dá detalhes da negociação de Messi com o Manchester City

Jornal dá detalhes da negociação de Messi com o Manchester City

Há cerca de dois anos o camisa 10 blaugrana teria pensado em deixar o Barcelona após fracassos com a seleção da Argentina e condenação por fraude fiscal

FOX Sports

Há cerca de dois anos, Lionel Messi esteve muito perto de deixar o Barcelona para vestir a camisa do Manchester City. De acordo com o diário catalão Mundo Deportivo, os recentes insucessos com a seleção argentina e a condenação por fraude fiscal na Espanha seriam os principais motivos de seu desejo por mudança. No entanto, medalhões como Luis Suárez, Andres Iniesta e Sergio Busquets foram fundamentais para a permanência do camisa 10.

Bayern, River, Borussia e muito mais: o fim de semana do FOX Sports

De acordo com a publicação, Messi estava bastante entristecido por perder na Copa América sua terceira final consecutiva em três anos pela Argentina. Além disso, nesse período, também recebeu a notícia que ele e seu pai haviam sido sentenciados a 21 meses pela justiça espanhola. O acúmulo das situações teria feito com que o craque argentino pensasse em deixar a Espanha, e consequentemente o Barcelona.

A equipe escolhida para ser sua nova casa havia sido o Manchester City. O time inglês se mostrava bastante atrativo por seu alto poder de investimento para montar equipes fortes e disputar grandes conquistas. Além disso, a equipe é comandada por um treinador conhecido de Messi, com quem o jogador havia alcançado suas principais conquistas no Barça: Pep Guardiola. Outro fator que pesava a favor da transferência era a presença de Sergio Agüero, grande amigo do camisa 10 blaugrana.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Segundo o veículo, o entorno do jogador procurou Ferran Soriano e Txiki Begiristain, CEO e diretor de futebol do City, respectivamente, que já havia trabalhado com o argentino no Barcelona. O contato teria ocorrido para contar sobre a frustração do jogador e desejo de sair, sondando a possibilidade de uma transferência para a equipe. Embora o jornal El Mundo afirme que os citizens montaram uma operação de R$ 3,1 bilhões por Messi, o Mundo Deportivo afirma que o clube não chegou a conversar sobre valores com o atleta ou seu estafe.

A permanência de Messi era cada vez mais incerta, quando Luís Suárez, amigo e vizinho do craque argentino, decidiu intervir. O atacante uruguaio pediu que Messi ficasse e lhe prometeu que o companheiro de equipe “voltaria a desfrutar do futebol, ainda mais se estivessem juntos”. Iniesta e Busquets, que estavam juntos do craque argentino desde a base, também fizeram de tudo para convencê-lo a permanecer no clube. Por último, o presidente Bartomeu e o vice Jordi Mestre tiveram conversas decisivas com o camisa 10 em Miami (onde o clube fazia pré-temporada) e Castelldefels, distrito espanhol onde vive o jogador, para definir sua manutenção no time.

Saiba mais:

Diego Alves abre o jogo sobre polêmica

Astro do futebol teve doping 'abafado'

Barcelona pode fazer troca de brasileiros

Crédito Foto: EFE

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!