Lisca detona arbitragem após derrota para o Palmeiras e acredita em interferência externa

Lisca detona arbitragem após derrota para o Palmeiras e acredita em interferência externa

O técnico do Ceará foi expulso de campo ainda no primeiro tempo do jogo

Gazeta Press

Na tarde deste domingo, o Ceará foi derrotado por 2 a 1 para o Palmeiras, na 30ª rodada do Brasileiro Série A. Expulso durante a primeira etapa da partida após reclamar do pênalti marcado para a equipe paulista, Lisca criticou e questionou a decisão da arbitragem.

El Clásico Barcelona x Real Madrid no dia 28; saiba como assistir ao vivo

“O bandeira apontou escanteio. O árbitro não marcou. Eu estava do lado do quarto árbitro. Olhando para o bandeira. Como é que ele marcou o pênalti 45 segundos depois? Teve interferência externa da televisão hoje aqui!”, esbravejou o comandante.

La Liga, Bundesliga e Superliga Argentina: os melhores campeonatos no FOX Sports

O lance aconteceu aos 13 minutos do primeiro tempo. Willian desviou de cabeça e a bola bateu no braço de Edinho, volante do Ceará. O árbitro Andre Luiz de Freitas Castro seguiu o jogo e marcou escanteio. Contudo, pouco tempo depois, o juiz voltou atrás e assinalou a penalidade.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

“Hoje, em todo jogo de futebol, a principal estrela é o árbitro. Tinha VAR (árbitro de vídeo) aqui hoje? Eu acho que tinha. Como é que, um minuto depois, eles voltaram atrás? O Ceará estava bem no jogo, melhor e produzindo bem”, concluiu Lisca, que assistiu o restante da partida das tribunas do Pacaembu, ao lado do auxiliar Márcio Hahn, expulso no segundo tempo..

Atualmente a equipe cearense está na zona de rebaixamento, 17ª colocação, com 31 pontos, dois pontos atrás do Vitória, primeira equipe fora do Z4. Na próxima rodada o Ceará recebe o Atlético-MG, na Arena Castelão, no dia 29 de outubro, segunda-feira, às 20h (de Brasília).

Crédito da foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!