Palmeiras muda métodos de treinamento com a chegada de Felipão

Palmeiras muda métodos de treinamento com a chegada de Felipão

Nas atividades do novo técnico, os conceitos são específicos e aproximam o jogador das situações reais das partidas

Gazeta Press

Felipão comandou apenas um treino do Palmeiras na Academia de Futebol, mas já foi o suficiente para notar uma alteração no sistema de trabalho da equipe. Em comparação ao que ocorria com Roger Machado, as atividades dirigidas por Scolari são muito mais ‘práticas’.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Com o ex-comandante palestrino, a maioria dos treinos eram conceituais. Nos exercícios, Roger Machado organizava os atletas de acordo com suas propostas de jogo em suas diferentes fases.

Um dos casos mais marcantes de e que exemplifica o pensamento de Roger para montar suas atividades aconteceu ainda na pré-temporada. “Na briga do urso com o jacaré, quem ganha?”, perguntou o técnico do Palmeiras aos seus comandados. “Na água, eu aposto no jacaré. Fora, no urso”.

A metáfora chamou a atenção dos jornalistas, e, após a atividade, Roger explicou: “A não ser que o zagueiro seja muito preciso ou tenha uma boa cobertura, a tendência em disputas com atacantes de velocidade é ele levar a pior e deixar a defesa desprotegida”. A orientação era para que os zagueiros não avançassem com a bola durante o exercício, mas mantivessem seu posicionamento ao tocar para os companheiros.

Colo-Colo x Corinthians, Grêmio exclusivo e muito mais na semana do FOX Sports

No treinamento de Felipão, os conceitos são específicos e aproximam o jogador das situações reais das partidas. Na atividade de segunda-feira, com Paulo Turra dando a maior parte das instruções, os palmeirenses fizeram exercícios de dois contra dois, e, na sequência, quatro contra quatro, tudo com o intuito de simular a necessidade de abrir espaços no ataque.

Em separado, Deyverson chegou inclusive a praticar jogadas de pivô com a marcação do argentino Nicolás Freire. Nelas, o centroavante apenas protegia com o corpo e devolvia o passe para o auxiliar Carlos Pracidelli, algo inimaginável com Roger Machado.

Tentando aplicar os conceitos de Felipão, o Maior Campeão do Brasil encara o Cerro Porteño nesta quinta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Paraguai. A equipe viaja para o país na tarde desta terça-feira (9 de agosto).

Crédito da foto: Divulgação/Flickr Palmeiras

Link copiado para a área de transferência!