Gustavo Scarpa e o Habeas Corpus: veja o cenário atual de Palmeiras, Fluminense e do atleta

Gustavo Scarpa e o Habeas Corpus: veja o cenário atual de Palmeiras, Fluminense e do atleta

FOXSports.com.br contextualiza a situação dos três personagens envolvidos no imbróglio judiciário em que Gustavo Scarpa se envolveu ainda no final de 2017

FOX Sports

Na noite da última segunda-feira (25 de junho), o meia Gustavo Scarpa conseguiu um Habeas Corpus no Tribunal Superior do Trabalho, que o permite rescindir com o Fluminense e escolher o clube que quer defender a partir de agora. Porém, em meio às idas e vindas em relação a carreira do meio-campista, o FOXSports.com.br explica qual o cenário dos três lados envolvidos nesta história entre atleta, Fluminense e Palmeiras.

Gustavo Scarpa

O meio-campista não entra em campo desde o dia 11 de março, na vitória do Palmeiras em cima do Ituano, ainda pela primeira fase do Campeonato Paulista, por 3 a 0. Scarpa entrou na Justiça no fim de 2017, pedindo sua liberação do Fluminense. O meia ainda cobrava mais de R$ 9 milhões do clube. O valor se refere a salários, férias e 13º atrasados, além das parcelas do FGTS. Mas, após o Fluminense derrubar a liminar que permitia o atleta de atuar pelo Palmeiras, Scarpa ficou inativo. Porém, sem clima para seguir no Fluminense, Scarpa segue inativo e, somente após a Copa do Mundo, deve decidir em qual clube deve atuar.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Fluminense

No início do mês de junho, a juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Tribunal Regional do trabalho do Rio de Janeiro, deu ganho de causa ao clube carioca na primeira instância. Isso significava que o meia teria que cumprir seu contrato com o Fluminense, enquanto que o acordado com o Palmeiras não teria mais valor.

A sentença foi concedida a favor do Fluminense porque a juíza analisou que houve um atraso no recolhimento do FGTS de 2012, mas, mesmo assim, em 2017, Scarpa renovou com o Fluminense até 2020. Com relação ao Habeas Corpus, o Flu ainda não se pronunciou, mas deve recorrer da decisão, uma vez que sonha em vender Scarpa e fazer caixa. O clube vive grave crise financeira e vê no meia uma solução paliativa para parte das contas.

Saiba mais:

Real quer destaque colombiano

Guerrero abre o jogo sobre futuro

Cruzeiro fala de oferta por Dedé

Palmeiras

O Verdão enxergou uma oportunidade de negócio no final de 2017, quando acertou com o meia do Fluminense. O Palmeiras ofereceu um valor de 6 milhões de euros, algo em torno de R$ 28 milhões, em luvas ao meio-campista. Mesmo com as punições a Scarpa, que não pôde entrar em campo, o time paulista ficou em uma posição de ‘stand-by’, aguardando qual seria a decisão da Justiça.

Por ter acolhido Scarpa de graça, não houve perda de dinheiro ao Palmeiras. Porém, o técnico Roger Machado perdeu um grande ativo no meio-campo. Com as constantes lesões de Alejandro Guerra e Moisés, além do baixo rendimento de Lucas Lima, Scarpa poderia ser a solução aos problemas do Palmeiras no meio-campo.

Agora, o Verdão aguarda qual será o posicionamento de Scarpa. Informações de bastidores dão conta de que o Benfica quer o atleta e faria uma oferta ao Fluminense. Mas, com o Habeas Corpus, o atleta negociaria seu contrato pessoalmente, e com o auxílio de seus advogados, com o Benfica.

O FOX Sports transmite ao vivo todos os jogos da Copa do Mundo da Rússia. Para acompanhar todas as notícias do Brasil e das outras seleções, confira a página especial do FOXSports.com.br.

Crédito: Jales Valquer/ Fotoarena

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!