Rueda cita garoto de dez anos e violência por deixar Flamengo: Me fez pensar

Rueda cita garoto de dez anos e violência por deixar Flamengo: ‘Me fez pensar’

Reportagem do FOXSports.com.br está em Moscou, na Rússia, e conversou com o atual treinador da seleção do Chile. Leia mais

José Ricardo Leite

Foram apenas quatro meses de trabalho. Reinaldo Rueda esteve à frente do Flamengo e levou o time carioca para duas finais de competições, além de apostar na garotada da base. Porém, na virada do ano, o colombiano aceitou uma oferta da seleção do Chile e deixou o time brasileiro na mão.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Apesar de não sofrer de forma direta com a violência que assola o Rio de Janeiro, o treinador disse que os perigos da cidade o fizeram pensar sobre uma possível permanência.

‘Graças a Deus não tive nenhum problema com violência no Rio de Janeiro. Nem a minha família. Mas a violência me fez pensar bastante. É uma pena que a sociedade esteja assim na América do Sul, ainda mais no Brasil. Mas é algo que não podemos controlar. O medo sempre existe, mas um filho de um amigo meu, de apenas 10 anos, acabou tendo um problema no olho por causa da violência’, disse o comandante à reportagem do FOXSports.com.br durante cerimônia na inauguração da Casa da Conmebol, em Moscou, na Rússia.

Saiba mais:

Ex-Real assume a Seleção da Espanha

Palmeiras pode ter reforços e 'barca'

Lopetegui pode ter 1° reforço no Real

Hoje à frente da seleção do Chile, o treinador faz um trabalho de reestruturação. Rueda herdou o trabalho de Antônio Pizzi, que conseguiu deixar a seleção fora da Copa do Mundo de 2018.

O FOX Sports transmite ao vivo os 64 jogos da Copa do Mundo da Rússia a partir do dia 14 de junho. Para acompanhar todas as notícias do Brasil e das outras seleções, confira a página especial do FOXSports.com.br.

Crédito: Celso Pupo/ Fotoarena

Link copiado para a área de transferência!