Cachorras mais famosas do mundo vivem empalhadas na capital da Copa veja

Cachorras mais famosas do mundo “vivem” empalhadas na capital da Copa; veja

FOXSports.com.br visitou o Museu Cosmonáutico da Rússia, ponto turístico de Moscou onde estão Belka e Strelka; local resgata a história da Corrida Espacial, durante a Guerra Fria

José Ricardo Leite

Os turistas brasileiros e do mundo todo que forem para Moscou assistir aos jogos da Copa do Mundo têm diversas opções de entretenimento para conhecer um pouco da cultura russa. E, em uma delas, é possível se deparar com dois personagens para lá de exóticos em um espaço em que não esperava encontrar “alguém” desse tipo.

O local em questão é o Museu Cosmonáutico da Rússia, que reúne várias relíquias da antiga União Soviética quando esta disputou de forma acirrada com os Estados Unidos o posto de maior potência aeroespacial do mundo.

Estamos falando de duas das cachorras mais famosas do mundo: Belka e Strelka. Ambas ganharam as manchetes mundiais no período da Guerra Fria, na década de 60, quando foram lançadas ao espaço junto com astronautas e se tornaram os primeiros animais que deixaram o planeta, orbitando dentro de uma cápsula, e voltaram vivos depois.

A ideia de mandar as cachorras era movida mais por impressionar e fazer algo chocante do que realmente por uma necessidade dos russos, já que a Corrida Espacial contra os americanos tinha, muitas vezes, um caráter muito mais simbólico para que cada um dos lados se fortalecesse na disputa capitalismo x socialismo e que impressionasse mais na busca por mais aliados e expansão de suas ideologias.

Os dois animais foram ao espaço em 1960 e voltaram vivos. Depois que morreram, foram empalhados e hoje estão expostos no museu junto da cápsula na qual viajaram. Outra cachorra que foi para o espaço e também famosa, Laika não resistiu e morreu antes do retorno. Ela tinha sido a primeira a “tentar”, em 1957. (Confira na foto abaixo)

                             

                            Crédito foto: FOX Sports 

Belka e Strelka estão empalhadas dentro de dois vidros e são um dos principais alvos de fotos dos turistas que vão ao museu. Além delas, o local mostra diversas outras curiosidades dos russos na Corrida Espacial, como satélites, réplicas de da estação espacial MIR, foguetes e até a biografia de vários dos astronautas que já foram para o espaço, como do brasileiro Marcos Pontes, que foi o primeiro do país a ir, em 2006.

O FOX Sports transmite ao vivo os 64 jogos da Copa do Mundo da Rússia a partir do dia 15 de junho. Para acompanhar todas as notícias do Brasil e das outras seleções, confira a página especial do FOXSports.com.br.

Saiba mais:

Sporting perto de Balbuena

Liverpool perto de goleiro

Bale recusa primeira proposta

Crédito da foto: FOX Sports

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!