Destaque na Áustria, brasileiro diz que amistoso será útil para Seleção

Destaque na Áustria, brasileiro diz que amistoso será útil para Seleção

André Ramalho adiantou que o Brasil enfrentará uma equipe influenciada pelas escolas alemã e suíça. Seleção já está escalada para o duelo

Gazeta Press

Em seu último teste antes de estrear na Copa do Mundo, a Seleção Brasileira disputará um amistoso contra a Áustria, neste domingo, às 11 horas (de Brasília), em Viena. Ídolo do Red Bull Salzburg, que conquistou o pentacampeonato nacional no mês passado, o zagueiro André Ramalho conhece bem os próximos adversários do time canarinho e projeta um duelo interessante para os comandados de Tite.

“A Áustria não está na Copa, mas tem bons jogadores e vem evoluindo, então creio que será muito útil esse amistoso para o Brasil. O novo técnico (Franco Foda) está levando jogadores diferentes, dando chances para molecada e outros que não vinham tendo espaço. Além disso, é um treinador que consegue postar bem seus times. O Red Bull nos últimos anos tem sido soberano, mas o Sturm Graz, enquanto ele esteve lá, conseguiu brigar com a gente e isso é um mérito dele”, afirmou o defensor.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

A evolução da Áustria pôde ser notada no último final de semana, quando os comandados de Franco Foda derrotaram a atual campeã mundial Alemanha por 2 a 1. Dias antes também haviam vencido a Rússia, anfitriã do Mundial, por 1 a 0.

“Vejo que a Áustria está tendo uma evolução positiva com jogadores que atuam aqui, como o meu companheiro de equipe Lainer, em excelente fase, o Deni Alar, que joga no Sturm Graz e está muito bem. Isso sem falar no Hinteregger, que jogou comigo e é muito bom zagueiro, o Dragovic que teve destaque por onde passou, e o capitão Baumgartlinger, que é um grande jogador também. Todos são atletas de destaque em seus respectivos times. De modo geral, a Áustria vem evoluindo, tem bons valores individuais e aos poucos tem tudo para crescer como conjunto”, analisou.

André Ramalho adiantou que o Brasil enfrentará uma equipe influenciada pelas escolas alemã e suíça. O amistoso será ainda mais útil, já que a Seleção irá encarar os suíços em sua estreia na Copa, no dia 17 de junho, em Rostov.

“Até pela proximidade e o mesmo idioma, creio que a escola de futebol da Áustria tem influência alemã. Muitos jogadores que saem do país vão jogar na Alemanha. De certa forma, o estilo de jogo austríaco também é um pouco parecido com o da Suíça. Por coincidência, o antigo treinador da seleção da Áustria é suíço e o atual, alemão”, ressaltou.

O FOX Sports transmite ao vivo os 64 jogos da Copa do Mundo da Rússia a partir do dia 15 de junho. Para acompanhar todas as notícias do Brasil e das outras seleções, confira a página especial do FOXSports.com.br.

Saiba mais:

Destaque da Colômbia está fora da Copa

Time de Carille fecha com brasileiro

Salah diz que não perdoou Sergio Ramos

Após duas temporadas na Alemanha, André Ramalho conquistou o seu quinto título pelo Salzburg. Segundo ele, na Áustria, as pessoas têm o costume de acompanhar a Seleção Brasileira, jogadores e até clubes do País.

“Acompanham bastante o nosso país e estão sempre comentando de um ou outro jogador que esteja se destacando. Além dos clubes em evidência, como foi o Grêmio no ano passado. Todos se empolgam quando veem o Brasil tão bem como vem jogando agora com o Tite. Para mim, é a Seleção mais respeitada do mundo. Todos estão sempre interessados em saber o que se passa não só na Seleção, mas com os jogadores de forma geral”, finalizou.

(Foto: Red Bull Salzburg/Divulgação)

Link copiado para a área de transferência!