Guerrero é recebido por torcedores no Peru critica Federacao e afirma Arruinaram minha carreira

Guerrero é recebido por torcedores no Peru, critica Federação e afirma: “Arruinaram minha carreira”

Camisa 9 do Flamengo teve sua pena por doping aumentada para 14 meses; jogador está fora das disputas da Libertadores e da Copa do Mundo

Gazeta Press

Após um dia da notícia sobre a ampliação de sua pena para 14 meses, Paolo Guerrero desembarcou no Peru, na manhã desta terça-feira acompanhado de sua mãe, Petronila Gonzales, e sua namorada. O capitão da seleção peruana foi ovacionado por dezenas de torcedores, que o esperavam no aeroporto Jorge Chávez, em Lima, e até acompanharam o trajeto feito pelo carro que levou o atacante para a casa de sua família.

Fla x Emelec, Final da Liga Europa, Grêmio, Atlético-MG e mais: a semana no FOX Sports

“Estou triste por não poder jogar. Estou aqui para botar a cara. Estão me tirando o sonho das mãos. Mais que o Mundial, estão arruinando minha carreira. Agora tenho que ver com meus advogados que ações tomar. Estão acontecendo muitas coisas estranhas e justamente por isso estou aqui, para esclarecer tudo”, desabafou o “El Depredador”.

Guerrero também soltou o verbo contra o hotel que o abrigou em outubro, onde ele teria sido servido com o suposto chá contaminado, e ainda cutucou a Federação Peruana: “Deixou muito a desejar a atitude da FPF. Não entendo muito bem, há muitas especulações. Não entendo porque a seleção continua se hospedando lá (Swissotel). O hotel foi um fator importante que me prejudicou quando vim ao Peru buscar as evidências. Eles me viraram as costas, não apoiaram em nenhum momento. Sabiam quem era o garçom e esconderam. Eu só queria saber a verdade e agora eles ajudaram a Wada, mandaram uma carta… Vão haver ações contra isso”, disparou o maior artilheiro da história do Peru.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

O camisa nove do Flamengo ainda agradeceu aos torcedores que lhe receberam e torceram por ele e reiterou o apoio a seus companheiros: “Estou feliz pelo recebimento, não esperava. É algo muito lindo, mas estou triste de não poder retribuir tudo isso”.

Estou até a morte com minha seleção. Respaldo meus companheiros nas horas boas e ruins e quero deixar isso bem claro. Isso não tem nada a ver com eles. Temos um grupo no celular e vou torcer por eles para sempre”, concluiu.

Leia também:

Barça quer dupla da Seleção Brasileira

'Convocaria atacante do Palmeiras'

Torcedores da Juve reclamam de camisa

Crédito da foto: EFE

Publicidade
Link copiado para a área de transferência!