Barça, Real e até cinco sul-americanos: jornais detalham o novo ‘Super Mundial’ da Fifa

De acordo com o Marca e o Mundo Deportivo, o novo Super Mundial será realizado a cada quatro anos, terá 24 clubes participantes e pode ter até cinco sul-americanos

False
358249

De acordo com os jornais espanhóis Marca e Mundo Deportivo, a Fifa já definiu como será realizado o torneio Super Mundial. Nesta terça-feira (15 de maio), os dois diários, que não deixaram claro se o atual Mundial de Clubes realizado no fim de cada ano será extinguido, publicaram detalhes da competição que poderá ser disputada a partir de 2021.

O Super Mundial seria disputado a cada quatro anos, assim como a Copa do Mundo, mas em anos ímpares. Com 24 clubes do mundo inteiro, o torneio se iniciaria com oito grupos de três participantes, classificando sempre o primeiro colocado para as quartas de final. Com um modelo bastante enxuto, a competição ocuparia apenas a segunda quinzena de junho, onde cada equipe jogará de duas, em caso de eliminação na fase de grupo, a sete partidas, se chegar à grande final.

Fla x Emelec, Final da Liga Europa, Grêmio, Atlético-MG e mais: a semana no FOX Sports

Na primeira edição, os times participantes serão convidados, levando em consideração seus históricos em competições internacionais. Segundo o Mundo Deportivo, Barcelona e Real Madrid já estariam garantidos, assim como Bayern de Munique, Milan, Liverpool, Ajax, Inter de Milão, Manchester United, Juventus e PSG. Outras duas vagas europeias seriam decididas entre Manchester City, Chelsea, Atlético de Madrid, Porto, Benfica e Borussia Dortmund.

Além das 12 vagas para clubes europeus, metade do total de participantes, as vagas restantes seriam divididas da seguinte forma: 4,5 clubes da América do Sul (quinta vaga decidida contra um clube da Oceania), dois africanos, dois asiáticos, dois norte-americanos e 0,5 para a Oceania, que decide a classificação contra um sul-americano. A última vaga seria dedicada ao campeão nacional do país organizador.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Ainda que a competição ocupe no calendário da Fifa o que antes seria a Copa das Confederações, que pode não ser mais realizada pela entidade, o critério para a escolha do país sede será diferente. Enquanto a Copa das Confederações era sediada no mesmo lugar que a Copa do Mundo realizada no ano seguinte, o Super Mundial não ficará preso ao torneio de seleções. Para 2021, a China aparece como candidata a hospedar o campeonato.

A expectativa é que, antes da Copa do Mundo da Rússia, o novo modelo da competição seja aprovado pelo Conselho Consultivo da Fifa. Embora conte com a resistência da UEFA, que nos últimos anos tem um relacionamento desgastado com a entidade máxima do futebol, o Super Mundial tem apoio dos principais clubes europeus, assim como de diversos treinadores e jogadores relevantes no cenário do futebol mundial.

Crédito Foto: Antonio Villalba/Real Madrid F.C.

Deixe seu comentário