Jogador do Vitória critica presidente do Fla por pressão ao árbitro: "Voltou de forma diferente"

Na saída de campo,Uillian Corrêa fez críticas a Bandeira de Mello, que foi ao vestiário cobrar pela expulsão injusta de Éverton Ribeiro. Árbitro Wagner Reway errou também em gol dos cariocas

False
353527

E a estreia de Vitória e Flamengo foi marcada por muita polêmica por parte do árbitro Wagner Reway. No empate em 2 a 2, cada equipe teve um gol de forma irregular, e os cariocas sofrendo com a expulsão injusta de Éverton Ribeiro. O cartão vermelho do atleta do time carioca fez o presidente Eduardo Bandeira de Mello descer para o vestiário e pressionar a arbitragem, algo criticado por Uillian Corrêa.

Milan x Napoli, clássicos na Alemanha e na Itália: o fim de semana no FOX Sports

Na saída de campo, em entrevista ao Premiere, o jogador do Vitória disparou críticas ao cartola. Segundo ele, toda a pressão fez Reway voltar diferente para o segundo tempo. Por isso, teve de controlar os atletas da equipe baiana para que ninguém fosse expulso na 'compensação':

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

"Quando se expulsa um jogador do Flamengo, o presidente do Flamengo desce e pressiona o Wagner. Ele chegou e pressionou o Wagner. O Wagner volta para o segundo tempo de uma forma diferente, de uma forma retraída. Então, eu pedi para o Rhayner, para alguns jogadores, para ter um pouco de paciência, ter um pouco de tranquilidade, porque a gente sabia que qualquer faltinha, qualquer reclamação ele iria expulsar um jogador nosso. Só isso que a gente pediu para ter tranquilidade", explicou o volante.

Saiba mais!

Clubes lançam camisas homenageando seleções 

Thiago Neves revela 'parceiro ideal' de ataque

Estilista faz para jogar pôquer com Neymar

(Crédito da foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Deixe seu comentário