Barcelona bate recorde em tarde de Coutinho, espanta crise e fica à beira do título de La Liga

Jogando dentro do Camp Nou, time da casa bateu o Valencia por 2 a 1 com gols de Luis Suáres e Samuel Umtiti, ambos assistidos pelo meia brasileiro

False
353440

O Barcelona contou com uma boa atuação dos brasileiros Paulinho e Philippe Coutinho para derrotar o Valencia por 2 a 1 na tarde deste sábado, em partida disputada no Camp Nou, válida pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol. Os gols foram marcados por Luis Suáres e Samuel Umtiti, ambos assistidos por Coutinho, deixando a equipe a três vitórias do título nacional. Parejo, de pênalti, descontou.

Com 82 pontos conquistados, o time da Catalunha está momentaneamente 14 pontos à frente do Atlético de Madrid, segundo colocado, que joga neste domingo, contra o Levante, em casa. Caso os madrilenhos façam valer seu mando e vençam, o Barça precisaria apenas de mais 8 pontos para assegurar o 25º troféu do Espanhol na sua história.

Milan x Napoli, clássicos na Alemanha e na Itália: o fim de semana no FOX Sports

Detalhe: o time está invicto e, caso sustente essa condição, pode repetir os feitos de Athletic Bilbao e Real Madrid, que levantaram a taça sem perder nas edições de 1929/30 e 1931/32, respectivamente. O triunfo também fez a equipe ultrapassar a Real Sociedad da década de 1970, chegando a 39 jogos sem perder no torneio e estabelecendo um novo recorde de invencibilidade. O próximo jogo é contra o Celta, fora de casa, na terça.

O Barça entrou em campo dentro da sua casa precisando dar uma resposta ao seu torcedor após a trágica eliminação na Liga dos Campeões contra a Roma, no meio de semana, quando perdeu a vantagem de 4 a 1 adquirida na Espanha, foi derrotado por 3 a 0 e acabou fora da disputa europeia.

O começo foi complicado, com Gonçalo Guedes se mostrando um perigo pelo lado esquerdo dos valencianos, mas Ter Stegen esteve lá sempre que exigido. Quando conseguiu ficar um pouco com a bola, o time da casa saiu na frente aos 15 minutos: Coutinho achou Suárez livre na pequena área e o uruguaio só deslocou Neto para abrir o placar.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Os visitantes poderiam ter empatado, não fosse pela imprecisão de Rodrigo. Na primeira etapa, ele recebeu dentro da área e chutou muito forte, parando em linda defesa de Stegen. Já na volta para o segundo tempo, recebeu de Santi Mina após vacilo de Umtiti e chutou fraco, possibilitando que Piqué fizesse o corte.

Logo na resposta, Umtiti limpou sua barra ao subir alto após escanteio cobrado por Coutinho, na primeira trave, e testar forte para o chão. A bola quicou e Neto ainda tentou fazer a defesa, mas não conseguiu evitar que o francês estendesse a vantagem do Barça.

O jogo ficou controlado a partir dali, com o Barça quase ampliando no que seriam golaços de Iniesta e Messi. O primeiro parou em Neto, enquanto o segundo mandou rente ao travessão. A tranquilidade, no entanto, sumiu quando Dembelé, que substituiu Coutinho, deu carrinho em Gayá dentro da área. Pênalti convertido por Parejo, que viu Stegen deixar escapar seu chute fraco e rasteiro, um raro “frango” em pênalti.

O tento deixou o jogo mais aberto, com o Valencia se lançando ao ataque e buscando o empate. A grande chance, no entanto, veio para o Barça, quando Messi correu o campo todo em contra-ataque e deixou Dennis Suárez cara a cara com Neto. O meia, porém, bateu no peito do brasileiro, mantendo o placar em 2 a 1.

Saiba mais
Clubes lançam camisas homenageando seleções 

Thiago Neves revela 'parceiro ideal' de ataque

Estilista faz para jogar pôquer com Neymar

(Crédito da imagem: Agência EFE)

Deixe seu comentário