Roger sai em defesa de destaque apagado no empate contra o Boca

Roger sai em defesa de destaque apagado no empate contra o Boca

Ao apito final, o time todo foi vaiado, mas antes disso, as críticas foram direcionadas a Lucas Lima. O treinador alviverde, porém, ponderou sobre o desempenho do meia

Gazeta Press

Por mais que Roger Machado tenha saído orgulhoso da partida do Palmeiras contra o Boca Juniors, na noite desta quarta-feira (11 de abril), o torcedor palmeirense não deixou o Allianz Parque sob uma perspectiva tão positiva. Ao apito final, o time todo foi vaiado, mas antes disso, as críticas foram direcionadas a Lucas Lima. O treinador alviverde, porém, ponderou sobre o desempenho do meia.

Botafogo na Sul-Americana, Arsenal na Europa League e mais: a programação do FOX Sports

“Jogador passa por altos e baixos no jogo. Às vezes pega um marcador mais implacável, o rival tem uma estratégia que não deixa ele desempenhar seu melhor no jogo… Não acho que o Lucas está em mal momento. Hoje completa 30 dias sem uma folga de um dia inteiro para recuperação. Não vejo o Lucas em má fase, um jogo ou outro por vezes pode estar abaixo, mas não vejo ele muito abaixo do que vinha apresentando”, disse o comandante.

Desde que chegou ao Palmeiras, Lucas Lima foi abraçado pela torcida palestrina. Em sua estreia, marcou gol e teve o nome gritado, apesar do passado com uma relação polêmica com o clube. Nesta quarta, diante do Boca, porém, as arquibancadas manifestaram as primeiras reclamações com o camisa 20, que não vem tendo boas atuações.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

“Estamos vindo de uma maratona de jogos a cada três dias e é desgastante. Por vezes, o jogador não entra totalmente recuperado. É o contexto da partida e precisa às vezes mexer, como fiz com Moisés e Guerra, como fiz na mudança da característica da função do Lucas. Não por estar mal, mas para alterar o estilo”, completou.

O Palmeiras está de folga nesta quinta-feira (12 de abril) e volta aos treinos apenas na sexta-feira (13 de abril) à tarde. “Mesmo com a estreia do Brasileiro na segunda-feira (contra o Botafogo, no Rio de Janeiro), amanhã vamos ter de promover uma folga para que eles descansem. Além do desgaste físico, o emocional, vindo de uma decisão pesada emocionalmente”.

Crédito Foto: Flickr/SE Palmeiras

Link copiado para a área de transferência!