Scarpa revela o que o colocou atrás em uma briga por posição entre os titulares do Palmeiras

Scarpa revela o que o colocou atrás em uma briga por posição entre os titulares do Palmeiras

Meia deixou o Fluminense no final do ano passado e não realizou a pré-temporada com o restante do elenco do Verdão. Por conta disso, esteve abaixo do peso em relação aos demais companheiros

Gazeta Press

Gustavo Scarpa marcou os seus dois primeiros gols pelo Palmeiras na vitória por 3 a 0 sobre o Ituano no domingo. O jogador de 24 anos disse ter mudado o seu estilo de jogo após ter chegado ao Verdão e ainda disse que está fazendo um trabalho específico para ganhar passa muscular.

“A questão do peso não parece, mas já ganhei quatro quilos desde que cheguei no Palmeiras. Os profissionais estão me ajudando bastante e a estrutura é fenomenal”, declarou em entrevista ao Sportv. “Na questão dos passes, a cada ano estou tentando enxergar isso (de fazer passes mais simples às vezes). No Fluminense, eu peguei muito a responsabilidade nesse último ano, então eu já chegava com a obrigação de ter que dar assistência e de marcar gol. Às vezes optava pela jogada mais difícil. No Palmeiras, temos muitos jogadores decisivos e pelas pontas eu preciso dar dinâmica (à equipe), daí mais próximo da área eu tento fazer algo mais difícil. Creio que já melhorei nesse aspecto e espero melhorar mais”. 

Libertadores com três brasileiros, Copa do Brasil, Boca x River e Europa League: tudo no FOX Sports

O meio-campista do clube palestrino também disse não estar preocupado com a concorrência e por ficar no banco apesar de ter como meta ser titular. “Sempre aprendi que eu deveria estar à disposição do treinador independentemente da posição e me sinto à vontade em todas as posições. Todo jogador quer ser titular, só que antes de escolher o Palmeiras a questão de dificuldade de ser titular nunca importou para mim, nunca pensei nisso. A competição te motiva mais, não permite que você se acomode”, disse Scarpa.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time 

“Quando subi para o time profissional do Fluminense, eu era um elenco recheado de grandes jogadores e só joguei alguns jogos, mas sabia que eu ia conquistar o meu espaço uma hora ou outra. Nos últimos dois anos, eu já fui mais importante para o elenco. É difícil se acostumar a voltar a ir para o banco, mas da mesma maneira que estou atrás de um sonho, tem mais outros 30 jogadores correndo atrás de um sonho. Então seria injusto da minha parte fazer qualquer coisa que não o meu máximo para tentar ser o titular”.

Saiba mais:

Guerrero revela desejo para o futuro

Real tem 4 nomes para o lugar de Benzema

Destaque do Chelsea na mira do PSG

Gustavo Scarpa, que se lesionou antes dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e ainda não foi convocado por Tite, também disse estar tranquilo em relação à uma oportunidade de ir para a Seleção Brasileira.

“Não tem nem como falar em frustração. Tenho 24 anos, saí do interior há dez anos com o sonho de ser jogador e estou realizando cada um desses sonhos, então só tenho que agradecer à deus as oportunidades que eu recebo. Entendo que se a oportunidade não chegou para mim e estou dando o meu máximo, não era para ser. Nem procuro colocar essa mágoa no meu coração. Estou dando o meu máximo todos os dias e uma oportunidade na Seleção ou em uma futura Copa do Mundo ainda vai aparecer. Estou fazendo minha parte”.

Link copiado para a área de transferência!