Presidente do PAOK tem prisão decretada após invadir campo armado

Presidente do PAOK tem prisão decretada após invadir campo armado

Ivan Savidis tentou por diversas vezes se aproximar do árbitro, mas foi contido por homens que pareciam seus guarda-costas. Enquanto isso, os jogadores do AEK partiram para o vestiário, temendo conflito maior

EFE

A Polícia da Grécia decretou a prisão do presidente do PAOK Salônica, Ivan Savidis, após o dirigente, portando uma arma, ter invadido o campo durante uma partida contra o AEK Atenas, pelo Campeonato Grego, para contestar a arbitragem. Também foi decretada a prisão de outras quatro pessoas, possivelmente seguranças de Savidis, que invadiram o campo ao lado do presidente do PAOK.

O vice-ministro de Cultura e Esportes da Grécia, Yorgos Vassiliadis, disse que o governo não permitirá que os interesses de alguns atrapalhem o futebol do país. "Inclusive, tomaremos decisões difíceis após consultar a Uefa caso necessário", afirmou, cogitando uma possível suspensão do PAOK das competições.

"O que vimos é um ataque à honra do futebol grego. Prejudicam o clube e os torcedores da equipe. É inadmissível que alguém entre em campo com uma arma na mão, independentemente do que tenha ocorrido", disse o ministro do Interior da Grécia, Panvos Skurletis.

Libertadores com três brasileiros, Copa do Brasil, Boca x River e Europa League: tudo no FOX Sports

A confusão começou nos acréscimos do segundo tempo, quando o placar marcava 0 a 0. O zagueiro cabo-verdiano Fernando Varela balançou as redes, a favor do time do lateral-direito Léo Matos, ex-Flamengo, do lateral-esquerdo Márcio Azevedo, ex-Botafogo, e do volante Maurício, ex-Fluminense.

O lance, no entanto, acabou invalidado pelo árbitro Giorgios Kominis por causa de posição irregular do defensor.

Foi quando Savidis invadiu o gramado, junto a um grupo de pessoas. As imagens da transmissão da partida mostraram, diversas vezes, o dirigente levando a mão à cintura, até que, foi possível verificar que ele portava uma arma.

O presidente do PAOK tentou, por diversas vezes, se aproximar do árbitro, mas foi contido, por homens que pareciam seus guarda-costas. Enquanto isso, os jogadores do AEK partiram para o vestiário, temendo um conflito maior.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time 

Kominis e os demais integrantes da equipe de arbitragem também conseguiram deixar o campo de jogo. Pouco depois, foi anunciada a suspensão da partida, com o placar em branco. Enquanto isso, os atletas do time de Salônica seguiram esperando a retomada do duelo, no gramado.

Posteriormente, via Twitter, o PAOK divulgou que o árbitro decidiu validar o gol e que a informação constaria na súmula.

O resultado positivo levaria o time presidido por Savidis ao segundo lugar do Campeonato Grego, com 52 pontos, dois atrás, justamente do AEK, time que conta com o ala-direito Rodrigo Galo, ex-Avaí, que começou jogando, mas foi substituído pouco antes da confusão.

Saiba mais:

Guerrero revela desejo para o futuro

Real tem 4 nomes para o lugar de Benzema

Destaque do Chelsea na mira do PSG

(Crédito da imagem: Agência EFE)

Link copiado para a área de transferência!