Abel Braga justifica desinteresse do Fluminense em campo no segundo tempo

Abel Braga justifica 'desinteresse' do Fluminense em campo no segundo tempo

Confortável em campo, os dois times mantiveram um futebol 'apático' no segundo tempo e pouco se agrediram

Gazeta Press

O Fluminense enfrentou neste domingo pela quinta rodada da Taça Rio a equipe com a pior campanha da competição, o Nova Iguaçu. O Tricolor abriu 2 a 0 em 18 minutos, e dominava inteiramente um adversário sem alternativas de reação ou ambições. Daí em diante, o que se viu foi um time que controlava a partida mas parecia jogar em ritmo de treino, fazendo o tempo passar.

No segundo tempo, após a parada técnica, o Nova Iguaçu diminuiu numa falha do goleiro júlio César, que deu rebote na cobrança de uma falta. O gol, porém não foi motivo para um final disputado, e o Flu se limitou a controlar a bola diante de um adversário conformado.

Saiba mais:

'Gignac me perguntou sobre o Flamengo'

PSG não garante permanência de Neymar

Barça se acerta com Grêmio por Arthur

Após a partida, o técnico Abel braga tentou justificar a postura de sua equipe diante das perguntas dos jornalistas.

“Foi o 1º tempo com mais intensidade a nível de passes. Nós empatamos e eles vieram para trás. Se eles não querem empatar, a gente vai se arriscar?,” rebateu o técnico, para em seguida valorizar a campanha de sua equipe.

“Temos apenas uma derrota no campeonato, aquela fatídica contra o Boavista, com horário antecipado e outras coisas que reclamei. De lá para cá, não perdemos mais, fizemos três clássicos. Vencemos um e empatamos dois,” afirmou o treinador.

Abel também usou o microfone para defender o goleiro Júlio César no lance do gol do Nova Iguaçu.

“Não sei o número do cara que fez o gol, porque foi um gol espírita. A bola bateu no campo, todo desnivelado, e bateu no joelho dele (Júlio César). Na minha estatística vou botar gol espírita.”

Classificado para a fase final do Estadual e praticamente assegurado na semifinal da Taça Rio, o Fluminense volta as atenções para a Copa do Brasil. Na próxima quinta-feira, o adversário será o Avaí, na partida de volta da terceira fase da competição nacional.

O Fluminense está em desvantagem para a partida na Ressacada, em Florianópolis, já que foi surpreendido em casa por 2 a 1, no Engenhão. Apesar da derrota, Abel não projeta mudar o esquema com três zagueiros para a partida decisiva.

“Desde que passamos a jogar dessa maneira nesse ano, contra o Avaí foi o único jogo que o time titular sofreu dois gols. Eles marcam muito bem e saída deles é muito rápida. Não adianta irmos com muita sede ao pote,” concluiu.

Link copiado para a área de transferência!