Valdívia explica estilo Aguirre de trabalhar: Não tem nome com ele

Valdívia explica estilo Aguirre de trabalhar: “Não tem nome com ele”

Meio-campista trabalhou com o técnico uruguaio na época do Internacional e conseguiu chegar à semifinal da Libertadores de 2015

Gazeta Press

O São Paulo contratou Diego Aguirre. E, curiosamente, Valdívia, destaque da vitória tricolor nesse domingo em cima do Red Bull Brasil, viveu seu melhor momento na carreira sob o comando o técnico uruguaio, no Internacional, em 2015. Conhecedor da maneira de trabalhar do novo comandante, Valdívia já adiantou como as coisas devem funcionar daqui para frente no clube do Morumbi.

Saiba mais:

'Gignac me perguntou sobre o Flamengo'

PSG não garante permanência de Neymar

Barça se acerta com Grêmio por Arthur

“É um treinador muito experiente. É um cara que gosta muito da pegada, da marcação, não só do ataque. Todos trabalhando juntos ali, ele gosta muito. Quem estiver melhor, vai jogar. Não tem essa de nome com ele, conheço muito bem. Vai nos ajudar muito e com certeza vai dar tudo certo”, comentou o jogador de 23 anos, que teve o nome pedido pela torcida durante a partida que fechou a primeira fase do Campeonato Paulista.

“Venho fazendo belas partidas, isso me dá confiança para fazer mais jogadas individuais. Mas, claro que o importante é a vitória, o grupo. Fico muito feliz por isso, pelo torcedor estar chamando meu nome, mas tenho que mostrar dentro de campo”.

Valdívia refutou que Aguirre seja “retranqueiro” durante sua passagem pela zona mista do Morumbi e se mostrou otimista com o futuro do time nessa nova ‘Era’ pós-Dorival.

“No Brasil é jogo domingo e quarta, não pode ficar lamentando muito, você vê mais os erros do que os acertos. Mas, agora é mata-mata. Agora que a gente vai ver quem é quem”, projetou. E antes de encarar o São Caetano, pelas quartas de final do Estadual, o São Paulo terá o segundo confronto com o CRB, pela terceira fase da Copa do Brasil.

“Espero que isso (a vitória e a troca de treinador) dê confiança para nós. É conseguir essa vaga na quarta-feira, vai ser um grande jogo, não tem nada ganho (2 a 0 na ida), e vai caminhando pouquinho a pouquinho”, concluiu o meia-atacante.

Link copiado para a área de transferência!