Jornal francês crava Cavani quer deixar o PSG para sair da sombra de Neymar

Jornal francês crava: Cavani quer deixar o PSG para 'sair da sombra de Neymar'

Segundo o jornal Le Parisien, uruguaio contou a pessoas mais próximas que não se sente confortável em um clube que decidiu se reconstruir sobre a imagem de Neymar, que se tornou o jogador mais caro da história

EFE

O atacante uruguaio Edinson Cavani, do Paris Saint-Germain, quer deixar o clube a partir da próxima temporada, cansado de estar à sombra de Neymar, de acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira pelo jornal francês Le Parisien. Segundo a publicação, o jogador, que é o maior artilheiro da história do PSG, já contou às pessoas mais próximas que não se sente confortável em um clube que decidiu se reconstruir sobre a imagem de Neymar, que se tornou o jogador mais caro da história após o clube parisiense ter pago 222 milhões de euros ao Barcelona pela contratação.

Os dois atacantes não se entendem nem dentro nem fora do campo, uma animosidade que ficou clara na disputa que tiveram sobre que seria o responsável pela cobrança de pênaltis no início da temporada.

Barcelona, Borussia, River, Boca e mais: o fim de semana no FOX Sports 

Segundo Le Parisien, esse caso acabou convencendo Cavani que não recebe o mesmo tratamento do clube que o companheiro brasileiro, que tem mais apoio. O divórcio ficou mais patente meses depois, quando o uruguaio voltou com dois dias de atraso das férias natalinas e foi criticado pelos brasileiros do clube.

Convicto então que o PSG aposta em Neymar, Cavani foi amadurecendo a decisão de abandonar o clube, no qual já não se sente em casa, segundo a publicação.

O jogador tinha recuperado a alegria em Paris quando o sueco Zlatan Ibrahimovic deixou o clube. Com isso, o uruguaio se tornou o camisa 9. A mudança foi notada no rendimento: 49 gols na temporada, que levaram o PSG a renovar seu contrato até 2020 e torná-lo o jogador mais bem pago do clube, com 18 milhões de euros brutos por temporada.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Mas a chegada de Neymar mudou todos os elementos e Cavani passou a se sentir menos valorizado que o brasileiro, sobre quem gira todo o projeto esportivo. Cavani tinha um aliado no clube, segundo Le Parisien, o técnico Unai Emery, mas a relação entre ambos também esfriou. O espanhol não o apoiou na questão das cobranças de pênalti e o substituiu no início do segundo tempo da partida de ida contra o Real Madrid nas oitavas de final da Liga dos Campeões, o que os distanciou.

O centroavante não é mais prioritário para o clube, que necessita vender jogadores para equilibrar as contas e escapar assim de uma sanção da Uefa por transgredir o fair play financeiro. Além disso, no Catar os proprietários estão convencidos que o trio de ataque formado por Mbappé, Cavani e Neymar não funciona, como ficou ocorreu nos confrontos contra o Real Madrid, e o elo mais fraco dos três seria o uruguaio.

Saiba mais:

Fla acerta renovação com atacante

Neymar poderia custar R$ 1,6 bilhão

Carille diz que joia terá mais espaço

(Crédito da imagem: Agência EFE)

Link copiado para a área de transferência!