Rival do Vasco na Libertadores demitiu técnicos de Palmeiras e Galo e viveu gangorra com River

Rival do Vasco na Libertadores ‘demitiu’ técnicos de Palmeiras e Galo e viveu gangorra com River

Rival do Vasco nesta quarta-feira em duelo válido pela partida de ida da terceira fase, em São Januário, os bolivianos tentam repetir a boa campanha de 2017. O FOX Sports 2 transmite a partida ao vivo, a partir das 21h

FOX Sports

O Jorge Wilstermann foi um dos grandes nomes da última edição da Conmebol Libertadores. A equipe boliviana até então desacreditada, esteve no Grupo do Palmeiras e deixou para trás rivais como Atlético Tucumán e Peñarol para passar de fase ao lado do Alviverde do Allianz Parque. Rival do Vasco nesta quarta-feira em duelo válido pela partida de ida da terceira fase, em São Januário, os bolivianos tentam repetir a boa campanha de 2017. O FOX Sports 2 transmite a partida ao vivo, a partir das 21h.

Libertadores, Recopa e mais: a programação do FOX Sports

Em 2017, o Jorge Wilstermann foi uma pedra no sapato dos times brasileiros. O primeiro a sofrer com o time boliviano foi o Palmeiras. Na fase de grupos, o time de Eduardo Baptista venceu por 1 a 0 sofrido com um gol no último lance, no Allianz Parque. Por outro lado, na altitude, os bolivianos deram o troco e venceram por 3 a 2. O resultado culminou na demissão do técnico alviverde.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Classificado às oitavas de final, o Wilstermann encarou o ‘todo-poderoso’ Atlético-MG. Porém, o time brasileiro vinha patinando até então na temporada e acabou sendo eliminado pelo rival boliviano. A derrota na ida por 1 a 0, na Bolívia, complicou e muito a vida de Roger Machado, até então técnico do Galo. O comandante sequer chegou à partida da volta e acabou sendo substituído por Rogério Micale.

Saiba mais:

"Corinthians tem sempre prioridade"

SP segue negociando por Victor Ferraz

Milan e rival querem Lincoln, do Fla

Porém, as quartas de final, que começaram como um sonho para o Wilstermann, se tornaram um dos maiores vexames da história da competição. Diante do grande River Plate de Marcelo Gallardo, os bolivianos conseguiram uma vitória acachapante por 3 a 0, que colocava o time com um pé na semifinal. Por outro lado, em Buenos Aires, em uma noite inspirada de Ignacio Scocco, o River atropelou os bolivianos com um massacre por nada mais nada menos do que 8 a 0. Agora, em 2018, o time do Wilstermann tenta repetir o feito, mas chegar mais longe na competição.

Crédito da foto: Dudu Macedo/Foto Arena

Link copiado para a área de transferência!