Mercado de transferências atinge recorde de gastos; brasileiro foi o mais caro

O recorde da janela de janeiro foi a transferência de Philippe Coutinho, do Liverpool para o Barcelona, por 155 milhões de euros (R$ 623,4 milhões)

False
343993

Os clubes das cinco principais ligas da Europa (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França) gastaram 945 milhões de euros (R$ 3.8 bilhões) com contratações na janela de transferências aberta durante o mês de janeiro deste ano.

O número foi divulgado pela empresa de marketing esportivo Prime Time Sport, que faz o levantamento desde 2009. O valor representa aumento de 49%, com relação ao mesmo período da temporada passada, e é o novo recorde para o chamado "mercado de inverno" do Velho Continente.

Saiba mais:

Real Madrid "teme" por Vinicius Júnior

Messi diz o que Barça ganhou sem Neymar

Estrela do Milan pode se transferir para o Real

Considerando o montante gasto nesta janela e o que foi desembolsado no verão europeu, os clubes dos cinco campeonatos de primeira divisão de Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França investiram 5,35 bilhões de euros (R$ 21,5 bilhões) em reforços.

"Estes dados confirmam que já não estamos diante de um mercado que os times utilizam para contratar a curto prazo, buscando rendimento imediato. O mercado de inverno deixou de ser um 'outlet' para se transformar em um mercado de contratações estratégicas", afirmou Esteve Calzada, executivo-chefe da Prime Time Sport.

O recorde da janela de janeiro foi a transferência de Philippe Coutinho, do Liverpool para o Barcelona, por 155 milhões de euros (R$ 623,4 milhões). O 'top-5' é completado pelas contratações de Virgil Van Dijk (do Southampton para o Liverpool por 79 milhões de euros), Diego Costa (da Chelsea para o Atlético de Madrid por 66 milhões de euros), Aymeric Laporte (do Athletic Bilbao para o Manchester City por 65 milhões de euros) e Pierre-Emerick Aubameyang (do Borussia Dortmund para o Arsenal por 64 milhões de euros).

Entre as competições, o líder nesta janela foi o Campeonato Inglês, com 476 milhões de euros (R$ 1,9 bilhão) em reforços, valor 72% maior que o da temporada passada. Os times da competição também lideraram entre os vendedores, arrecadando 403 milhões de euros (R$ 1,6 bilhão).

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Libertadores, Recopa e mais: a programação do FOX Sports

Deixe seu comentário