Alexis Sánchez explica troca do Arsenal pelo Manchester United: “Maior clube da Inglaterra”

O atleta afirmou ainda que gostaria de chegar a um novo clube para seguir evoluindo na carreira e entendeu que os Diabos Vermelhos poderia ser este local

False
343685

A janela de transferências já foi fechada na Inglaterra, e a principal negociação de janeiro ainda rende polêmicas. Restando apenas seis meses de contrato com o Arsenal, Aléxis Sanchéz deixou o clube londrino rumo ao Manchester United. O chileno, que já chegou a estrear em seu novo clube, concedeu uma entrevista para o ex-jogador, Thierry Henry, e explicou os motivos que o fizeram optar pela troca.

Real, Inter de Milão e mais: a programação do FOX Sports

“Não estou dizendo apenas porque estou aqui agora. Sou sincero no que falo e nunca minto. Para mim, o Manchester United é o maior clube de Inglaterra. Há muito clubes grandes, e o Arsenal, no qual eu joguei, é um deles. É um clube gigante e eu estive lá. Mas chegar aqui, olhar para o símbolo, creio que o United tem que vencer tudo por ser uma equipe tão grande”, analisou o chileno à Sky Sports.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

O atleta afirmou ainda que gostaria de chegar a um novo clube para seguir evoluindo na carreira e entendeu que os Diabos Vermelhos poderia ser este local. “Vim para vencer. Deixei o Arsenal porque queria evoluir e aprender como jogador e conhecer um novo clube. O Manchester United é clube enorme a nível mundial. Vim para ganhar tudo. Caso contrário, não teria vindo”, avaliou.

A contratação de Aléxis Sánchez foi fechada no último mês de janeiro. O chileno possuía contrato com os Gunners até o final da atual temporada, o que possibilitaria aos Diabos Vermelhos a contratação do atacante de graça no mês de julho. No entanto, para conseguir a liberação do atleta imediatamente, o que possibilitaria a inscrição do atacante na Liga dos Campeões da Europa, o Manchester United enviou o meia Mkhitaryan como compensação para a liberação do seu novo camisa 7.

Saiba mais:

Ábila pode fechar com gigante brasileiro

Santos não cogita mais acordo com Zeca

City paga R$ 202 milhões por brasileiro

Crédito da imagem: EFE

Deixe seu comentário