Atlético-MG mantém veto a repórter de discussão e cobra atitude: “Deveria ter dignidade”

Nesta sexta-feira (9), a diretoria do clube mineiro convocou coletiva de imprensa na Cidade do Galo para explicar o motivo da demissão de Oswaldo de Oliveira

False
343534

Nesta sexta-feira (9 de fevereiro), pouco mais de 24h após o episódio envolvendo Oswaldo de Oliveira e o repórter da Rádio Inconfidência, de Minas, Léo Gomide, a diretoria do Atlético-MG confirmou a demissão do treinador. Em coletiva de imprensa na Cidade do Galo, o presidente, Sérgio Sette Câmara, e o diretor de futebol, Alexandre Gallo, explicaram o motivo da saída do técnico, responsabilizando os recentes maus resultados que a equipe vinha tendo, mas também cobraram Gomide, pedindo que ele se retraia da sua atitude. Por enquanto, ele ainda continua proibido de frequentar as dependências do clube.

Real, Inter de Milão e mais: a programação do FOX Sports

“Inicialmente a questão foi técnica, entendemos que contratamos um time, quem tá jogando bem no Brasil? Ninguém ainda. Nós fizemos 30 minutos bem feitos de um jogo nosso, mas a evolução não veio acontecendo durante o caminho e nos preocupou esse último jogo nosso (contra o Atlético-AC), então quando isso acontece, eu sou favorável a uma continuidade, mas pra isso acontecer, nós tínhamos que ver uma melhora técnica no jogo a jogo”, explicou Gallo sobre o motivou que levou à demissão de Oswaldo.

Veja as últimas do Mercado da Bola e quem pode chegar ao seu time

Falando sobre o incidente no pós-jogo da Copa do Brasil, que terminou em classificação sofrida do Galo, após 1 a 1, quem tomou a palavra foi Sette Câmara, que lembrou que Oswaldo não estava passando por um bom momento, pessoal, uma vez que dias antes da partida teve que realizar uma cirurgia dentária, por conta de um abcesso.

“Queria dizer que essa semana passada problema sério, ele teve um abcesso, ele teve que contar com a ajuda de médico, se submeteu a uma cirurgia dentária de horas, tanto que ele não comandou o time contra o URT, e na terça à noite ele viajou, eu sentir que ele tava debilitado, uma pessoa com 68 anos, obviamente que no aspecto físico ele tava sentindo o efeito dos remédios. No dia do jogo nós sentimos muito a tensão daquele jogo, foi difícil pra todos nós, o Atlético tinha obrigação de se classificar e isso não aconteceu, sofremos muito, e Deus sabe como nos classificamos. Obviamente que ele (Oswaldo) sofreu bastante, tinha um calor imenso na cidade e Rio Branco, fora essa dificuldade e no vestiário a gente sentiu o vestiário difícil, duro, a classificação veio, um adversário muito mais fraco, mas foi mais organizado, só não levou a classificação por detalhe, todo mundo ficou muito chateado, ele também”, explicou o mandatário, que logo sem seguida entrou em mais detalhes sobre a coletiva que acabou gerando a confusão com Léo Gomide.

“Eu não estava presente na entrevista coletiva, mas pude ver que ele respondeu à todas as perguntas feitas. Deu pra notar que a pergunta desse jornalista lhe deixou irritado, mas ele respondeu. E deu pra notar que quando ele respondia uma pergunta algo se fala. Não estou dizendo que a atitude que ele (Oswaldo) tomou foi a mais correta, mas ninguém tem sangue de barata de ouvir um xingamento e ficar calado. Alguns aguentam, outros não”, prosseguiu Sette, que cobrou atitude do repórter, pedindo que ele se retraia.

“Ele (repórter Léo Gomide) não se retratou. Ele poderia dizer “errei, vou me retratar”. Todo ser humano erra, e ele errou naquele dia. Ele deveria ter dignidade de assumir o xingamento, os colegas estão testemunhando que ele xingou o treinador. Ele deveria se retratar pra gente poder avançar na execução dessa situação. Sem isso, fica muito difícil. Vamos analisar a situação dele, mas por enquanto fica como está. Mas lamentamos todo esse episódio”, completou.

Na noite desta quinta-feira (8), Gomide emitiu nota oficial em sua conta no Twitter, dando sua própria versão do ocorrido, afirmando que, apesar da proibição de, por enquanto, não poder mais entrar na Cidade do Galo. Continuará fazendo o seu trabalho. Veja:

Veja também:

Marquinhos Gabriel pode ser trocado

La U libera atacante para ter Vaz

Ex-Real ficou muito próximo do Barça

Crédito da imagem: divulgação/ Atlético-MG

 

Deixe seu comentário